Ciência e Saúde

ONU e EUA saúdam doação de US$ 100 milhões do Japão para combater o Ebola

O agradecimento vem um dia após o governo japonês ter anunciado o “robusto valor” adicional para fundo da ONU de combate ao vírus na África.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Organização das Nações Unidas (ONU) e os governo dos Estados Unidos elogiaram a contribuição adicional de US$ 100 milhões do Japão para o fundo emergencial de combate ao surto do vírus do Ebola. “O Secretário-Geral, Ban Ki Moon, está extremamente grato pela generosa contribuição do governo japonês”, disse o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, à Kyodo News.

O agradecimento vem um dia após o governo japonês ter anunciado o robusto valor de US$ 100 milhões em assistência adicional ao fundo, uma quantia bem cima dos US$ 40 milhões que o primeiro-ministro Shinzo Abe prometeu durante um discurso na Assembleia Geral da ONU em Nova York, em setembro, onde líderes de mais de 160 países e regiões participaram de uma série de reuniões, que incluiu a Cúpula do Clima e do Conselho de Segurança da ONU, além de uma reunião emergencial destinada à achar soluções mais abrangentes no combate à epidemia do vírus do Ebola na África Ocidental.

“Achamos que a contribuição japonesa é especialmente útil no sentido de que ajudará na reconstrução dos sistemas de saúde (…) necessária para conseguir vencer a luta contra o surto (vírus do Ebola)”, disse Dujarric.

Enquanto isso, em Washington, a porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Jen Psaki, também saudou o anúncio do financiamento adicional do Japão para combater a propagação do vírus mortal.

“A mais recente ajuda de US$ 100 milhões, acima da promessa anterior, representa uma importante resposta global a esta crise e é outro exemplo de apoio de longa data do Japão para projetos de desenvolvimento de assistência humanitária na África”, declarou Psaki à repórteres em uma conferência de imprensa neste sábado (8).

== Kyodo

 

Porgressos no combate ao surto do Ebola na África

Recentemente, a diretora do bureau regional europeu da Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o surto do vírus na África será possível liquidar em 6-9 meses, de acordo com a Agência ‘Voz da Rússia’.

“Há alguns sinais positivos de que, devido às medidas tomadas até agora, por exemplo, na Libéria, mostram uma certa redução (a propagação do vírus), mas isto é preciso receber com cuidado. O surto (do vírus) continua a ir à frente da resposta. O nosso dirigente da operação, que passou as últimas 48 horas no epicentro da epidemia, continua a considerar que o surto pode ser vencido, e isso é uma notícia muito boa, durante os próximos 6-9 meses”, declarou Jakab em uma audição no Parlamento Europeu no meio desta semana.

Segundo recentes dados da OMS, o número de mortes provocadas pelo vírus do Ebola no mundo ultrapassou de 5 mil pessoas, dos 13.703 casos de infecção registrados até o momento.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*