Ciência e Saúde

Governo japonês exige maior integridade no meio científico

O relatório do governo sobre ciência e tecnologia diz que “condutas científicas inadequadas são atos imperdoáveis”.

Do Mundo-Nipo

O Gabinete do Governo do Japão aprovou o relatório deste ano sobre ciência e tecnologia, no qual exorta pela integridade dos pesquisadores e alerta que “condutas científicas inadequadas são atos imperdoáveis que acabam com a confiança pública”. A elaboração do documento acontece após a ocorrência de uma série de casos sobre condutas inapropriadas no meio científico como, por exemplo, o caso da pesquisa equivocada sobre células STAP que repercutiu negativamente, abalando a credibilidade no setor.

O documento possuiu uma sessão exclusiva que fala sobre a prevenção de condutas desonestas por parte de pesquisadores. Este assunto foi incluído primeira vez no relatório oficial, levando em consideração questões relacionadas às pesquisas de células STAP, assim como à pesquisa sobre uma droga contra hipertensão feita por uma grande companhia farmacêutica.

“Condutas científicas inadequadas são atos imperdoáveis que acabam com a confiança pública”, diz o texto, que exorta os pesquisadores a terem um forte senso de ética e encoraja a prevenção de condutas desonestas.

O relatório é parte dos esforços do Ministério da Educação que planeja revisar as diretrizes sobre más condutas científicas e colocar mais ênfase na educação ética dos cientistas.

(Com informações da Agência Kyodo e NHK News)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários