Culinária

Restaurante no Japão se desculpa por servir sushi com muito wasabi

Comunicado no site da cadeia de restaurante Ichibazushi (Foto: Reprodução/Ichibazushi)

As desculpas ocorrem após turista sul-coreano publicar foto de um sushi do restaurante com wasabi em excesso.

Uma famosa cadeia de restaurante no Japão pediu desculpas por servir sushi com muito wasabi (raiz forte japonesa) a clientes estrangeiros em um de seus pontos de venda no país.

A Ichibazushi Japan Corporation reconheceu o “erro” no último domingo, em um comunicado publicado em seu site oficial. No texto, a companhia diz que a unidade localizada em Osaka “estava servindo sushi com quantidade muito maior de wasabi do que o habitual”.

O pedido de desculpas ocorre depois que um turista sul-coreano publicou em uma rede social a foto de um prato variado de sushis da rede, na qual mostra um bom punhado de wasabi sobre o arroz de sushi.

Ao que prece, o incidente ocorreu no ano passado e gerou polêmica porque a unidade em Osaka foi acusada de discriminação étnica, visto que não é comum um sushi levar a enorme quantidade de wasabi mostrada na foto. Tradicionalmente, o wasabi é passado levemente entre o peixe cru e o shari (arroz de sushi).

Na época, a direção da unidade em questão negou as acusações, explicando que os funcionários passaram a aumentar a quantidade de wasabi porque muitos clientes estrangeiros solicitaram.

A operadora da cadeia, no entanto, pediu desculpas em seu site e “prometeu melhorar a educação de seus funcionários”, conforme diz o trecho final do comunicado.

A foto postada pelo turista sul-coreano mostra o sushi da cadeia Ichibazushi com excesso de wasabi (Foto: Reprodução/NHK)

A foto postada pelo turista sul-coreano mostra o sushi da cadeia Ichibazushi com excesso de wasabi (Foto: Reprodução/NHK)

Sobre o wasabi
Wasabi (wasabia japônica) e raiz forte (Armoracia rusticana) são produtos diferentes. A pasta verde comumente usada nos restaurantes ocidentais é uma mistura de raiz forte européia com corante verde, enquanto o wasabi é uma raiz originária do Japão, mais doce e menos ardida que a raiz forte, além de mais nobre, de acordo com a chef Mari Hirata, brasileira radicada no Japão desde 2001.

A raiz do wasabi requer condições muito específicas para crescer, como água de montanha corrente e fresca, nunca acima de 5º graus. Para atingir 10 centímetros e estar pronta para o consumo, são necessários três anos.

O que muitos ocidentais não sabem é que os restaurantes fora da região asiática colocam raiz forte nos sushis ao invés do verdadeiro wasabi. Isso porque o produto tem de ser consumido fresco e necessita de cuidados especiais para suportar uma viagem longa, salvo alguns poucos locais na Europa que cultivam o wasabi em condições favoráveis.

Contudo, há exportação do produto, que não é nada barata. Portanto, a maioria dos restaurantes no ocidente usa a raiz forte, o que já virou uma cultura, explica a chef Mari Hirata.

Benefícios à saúde
O wasabi, ou raiz-forte japonesa selvagem, parece ter sido utilizada como planta medicinal e antídoto para envenenamentos por ingestão de alimentos.

Mediante a isso, passou a ser servido com peixe cru desde a Era Nara (710-793), como antioxidante e prevenção aos males provocados pelo consumo de possíveis peixes estragados, o que era comum ocorrer em viagens longas na época. Por isso, os japoneses não abrem mãos do wasabi ao consumir sushis e sashimis até os dias atuais.

É comum a indicação fitoterápica do consumo de wasabi para pessoas com alergia respiratória ou rinite alérgica, devido a suas propriedades como descongestionante e expectorante.

Comentários