Deuses

Deuses criadores do Arquipélago Japonês: Izanagi e Izanami

Os deuses “Izanagi e Izanami” são os criadores das Ilhas, rios, mares, vegetações e da vida humana somado ao Arquipélago Japonês. Também são os criadores dos deuses japoneses mais populares.

Atualizado em 05/03/2015 – 10h37


Izanagi e Izanami (1885). (Imagem: reprodução da obra do artista Kobayashi Eitaku)

Depois que o mundo foi criado e os primeiros Deuses nasceram, conforme descrito no artigo A Criação do Mundo e dos Deuses, o casal de Deuses “Izanagi e Izanami” deram à luz aos Deuses mais famosos e populares da Cultura Japonesa, criaram ilhas, rios, mares, vegetações e vida humana somado ao arquipélago japonês.

Esse casal de Deuses foram apresentados através dos livros Kojiki (a mais antiga crônica do Japão, compilado em 712 d.C. “Registro das Coisas Antigas”) e Nihongi (também conhecido por Nihon Shoki ou Hihongi), este segundo, representando as “Crônicas do Japão”, compilado em 720 d.C. Esses livros são as fontes de onde é haurida toda a antiga mitologia japonesa.

No entanto, as inconstâncias e contradições, por vezes pertinentes em seus relatos, podem ser encontradas em algumas lendas registradas em ambos os livros, principalmente quando se trata de Deuses. Ainda assim, é possível encontrar até mesmo dentro de um mesmo livro relatos divergentes em uma narração de uma determinada divindade, lenda ou mito.

Izanagi e Izanami versão “Kojiki”

Na mitologia japonesa, a criação do Japão “Kuniumi (国産み)”, “nascimento ou formação do país”, é a história tradicional e legendaria do aparecimento do arquipélago japonês, relatada em primeira mão no livro Kojiki. Esta lenda situa-se após a criação do Mundo “Céu e a Terra”.

Os deuses Izanagi e Izanami foram os encarregados pelos “Deuses Primordiais” de formar uma série de ilhas que converteriam no que hoje é o Japão, dentro da mitologia japonesa. Posterior à criação do Japão, seriam então criadas pelos Deuses as “Ilhas”.

Izanagi e Izanami recebem a divina missão
Depois de o Mundo ter sido criado, o “Céu e a Terra” eram apenas uma massa uniforme e macia que ainda estava em evolução e precisava ser terminada. Os deuses que tinham surgido com sua criação, conhecidos como “Kotoamatsukami”, se reuniram para discutir o destino da Terra. Eles decidiram delegar, mediante um augusto mandato, a celestial missão da criação das Ilhas ao casal mais jovem dos deuses: Izanagi (Aquele Que é Convidado) e Izanami (Aquela Que Convida). Para ajudá-los em sua incumbência divina, entregaram-lhe Ame-no-nuboko (天沼矛)“A Sagrada Lança” coberta de pedras preciosas.

Izanagi e Izanami estavam postados sobre a Celestial Ponte Flutuante, chamada Ame-no-ukihashi 天浮橋. Com a lança Ame-no-nuboko começaram a revolver a massa caótica. Os Deuses decidiram atirar a lança e, ao erguê-la, caíram gotas de água salgada que se coagularem dando origem a ilha Onogoro-shima (淤能碁呂島) “Espontaneamente Coagulada”.

Deuses Izanagi e Izanami na Ponte Flutuante do Céu. (Imagem: reprodução da obra do artista Utagawa Hiroshige)

 

Logo após a formação desta ilha, ambos os Deuses desceram do céu, edificando de maneira espontânea um augusto altar chamado Yashidono; uma augusta coluna celeste chamada Ama-no-me-hashira; e, ao redor desta, uma augusta sala de oito brazas. Deram então início, após estes atos, a uma conversa:

Izanagi: — De que forma teu corpo tem se formado?

Izanami: — Meu corpo está completamente formado, mas há uma parte que não tem crescido e está fechada.

Izanagi: — Meu corpo igualmente está totalmente formado, mas tem uma parte que tem crescido demasiadamente. Assim, penso que se introduzir “aí” a parte de meu corpo que tem crescido demasiadamente, procriaremos as Ilhas. O que acha?

Izanami aceitou a proposta de Izanagi e este fez outra proposta, para que ambos girassem ao redor da coluna Ama-no-me-hashira. Izanami para direita e Izanagi para a esquerda. Então, ao se encontrarem realizariam a procriação. No entanto, depois de ter-se encontrado no pilar, Izanami foi a primeira a falar.

Izanami: — Oh, em verdade, és um jovem formoso e amável!

Depois Izanagi: — Oh, que jovem mais formosa e amável!

No entanto, Izanagi repreendeu Izanami dizendo: — Não é correto que seja a mulher quem fale primeiro!

Apesar disso, ambos consumaram o ato da procriação, sendo que mais tarde, de maneira repentina, engendraram um filho chamado Hiruko (水蛭子) “Menino sanguessuga”. Este foi posto em uma barca de juncos, sendo arrastado pela corrente. Depois deram nascimento a Ahashima (淡島) “Ilha de Espuma”. Tanto Hiruko como Ahashima não foram considerados filhos legítimos de Izanagi e Izanami.

Mais tarde Izanagi e Izanami conversaram a respeito do problema de ter engendrado filhos não bons e decidiram ir a Takamagahara para consultar os Deuses Primordiais. Os deuses, mediante a adivinhação, responderam-lhes que a razão do problema era porque a mulher tinha falado primeiro. Assim, o casal de deuses voltou a Onogoro-shima e novamente giraram sobre a augusta coluna de Ama-no-me-hashira e ao se encontrarem, Izanagi foi o primeiro a falar seguido por Izanami. Ao terminar, realizaram a augusta união entre ambos e assim começaram a procriar as Ilhas.

Izanami (à esquerda, sustentando a lua no alto) e Izanagi (à direita, segurando o sol), dois deuses xintoístas da criação. Essa imagem faz parte de um pergaminho de transmissão secreta da escola de esgrima Shinkage. (Imagem: reprodução)

 

 

Nascimento das ilhas
Segundo a lenda, a formação do Japão começou com a procriação de oito grandes Ilhas. A árvore genealógica das ilhas engendradas por Izanagi e Izanami na ordem de nascimento:

01. Ahaji-no-ho-no-sawake-no-shima (淡道之穂之狭別島): Atualmente, Ilha de Awaji
02. Iyo-no-futana-no-shima (伊予之二名島): Atualmente, Ilha de Shikoku. Esta ilha possuía um corpo e quatro caras. Os nomes das quatro caras são as seguintes:

  • Ehime (愛比売): Província de Iyo.
  • Iyorihiko (飯依比古): Província de Sanuki.
  • Ohogetsuhime (大宣都比売): Província de Awa.
  • Takeyoriwake (建依別): Província de Tosa.

03. Oki-no-mitsugo-no-shima (隠伎之三子島): Atualmente, Ilha de Oki. Apodado como Ame-no-oshikorowake (天之忍許呂別)
04. Tsukushi-no-shima (筑紫島) Atualmente, Ilha de Kyushu. Esta ilha possuía um corpo e quatro caras. Os nomes das quatro caras são as seguintes:

  • Shirahiwake (白日別) Província de Tsukushi.
  • Toyohiwake (豊日別) Província de Toyo.
  • Takehimuka-hitoyoji-hinewake (建日向日豊久士比泥別) Província de Hi.
  • Takehiwake (建日別) Província de Kumaso.

05. Iki-no-shima (伊伎島) Atualmente, Ilha de Iki. Apodado como Ame-hito-tsubashira (天比登都柱)
06. Tsu-shima (津島) Atualmente, Ilha de Tsushima. Apodado como Ame-no-sadeyorihime (天之狭手依比売)
07. Sado-no-shima (佐度島) Atualmente, Ilha de Sado
08. Ohoyama-totoyoa-kitsushima (大倭豊秋津島). Atualmente, Ilha de Honshu. Apodado como Ama-tsumisoratoyoa-kitsunewake (天御虚空豊秋津根別)

Estas oito ilhas que se formaram são conhecidas, tradicionalmente, como Oyashimakuni (大八島国) “País das Oito Grandes Ilhas”.Em seu conjunto, é conhecido atualmente como Japão. No mito, não é mencionado a ilha de Hokaido nem a ilha Ryukyu, pois na época em que o livro Kojiki foi redigido, estas ilhas ainda não tinham sido descobertas “eram desconhecidas para os japoneses”.

Depois de Izanagi e Izanami terem dado à luz as Oito Grandes Ilhas, eles engendraram mais seis ilhas:
01. Kibi-no-kojima (吉備児島) Península de Kojima. Apodado como Takehikatawake (建日方別)
02. Azuki-jima (小豆島) Shodoshima. Apodado como Oho-no-de-hime (大野手比売)
03. Oho-shima (大島) Seuoshima. Apodado como Ohotamaruwake (大多麻流別)
04. Hime-jima (女島) Himeshima. Apodado como Amehitotsune (天一根)
05. Chika-no-shima (知訶島) Ilhas Goto. Apodado como Ame-no-oshio (天之忍男)
06. Futago-no-shima (両児島) Arquipélago Danjo. Apodado como Amefutaya (天両屋)

Criação dos Deuses (Resumo do Kojiki)

Izanagi e Izanami / Arte de Maria Rosa (2008), grafite sobre papel vegetal A4 (Foto: Mundo-Nipo)

Dentro da mitologia japonesa o episódio da Criação dos Deuses, Kamiumi (神産み), ocorre após o nascimento das ilhas do Japão e referem-se ao nascimento das deidades filhos de Izanagi e Izanami.

Segundo o livro Kojiki, da relação de Izanagi e Izanami nasceram diversos Deuses, até que a deidade do fogo Kagutsuchi, no momento em que nasceu, queimou os genitais de Izanami ferindo-a mortalmente. Izanagi, ao ver morrer a sua amada esposa, ficou possuído por um ódio insano; Tomou sua espada de dez palmos e assassinou Kagutsuchi, despedaçando-o. Do sangue e dos restos de Kagutsuchi, também nasceram outras variedades de Deuses.

Desesperado, Izanagi partiu para Yomi (mundo dos mortos) em busca de Izanami. Quando a encontrou, viu que sua amada esposa já não era a mesma. A deusa de antes que era tão bela, tinha se convertido em um ser cadavérico e parte de seu corpo já estava putrefato e cheio de vermes. De seu corpo surgiram outros Deuses horrendos e a própria Izanami envergonhada por sua aparência ordenou os seres horrendos do mundo de Yomi a caçar seu esposo, provocando a fuga de Izanagi do mundo dos mortos. Depois, Izanagi procedeu a realizar o Misogi (Cerimônia Xintoísta da purificação) e ao fazê-lo, nasceram outras variedades de deuses. Em seu último ato, nasceram os três deuses mais importantes do Xintoísmo: Amaterasu, A Deusa do sol; Tsukuyomi, O Deus da lua; e Susanoo, Deus do mar; encarregou-lhes o controle do mundo.

Nascimento dos Deuses
Depois de terem criado o País das Oito Grandes Ilhas e outras mais, Izanagi e Izanami decidiram dar a luz a outros deuses. Entre estes, os Katakurokushin (家宅六神): Deuses do vento, das árvores e pradarias. Todos estes de maneira espontânea:

01. Ohokotooshio (大事忍男神)
02. Ihatsuchibiko (石土毘古神)
03. Ihasuhime (石巣比売神)
04. Ohotohiwake (大戸日別神)
05. Ame-no-fukio (天之吹男神)
06. Ohoyabiko (大屋毘古神)
07. Kazamotsuwake-no-oshio (風木津別之忍男神)
08. Ohowatatsumi (大綿津見神)
09. Hayaakitsuhiko (速秋津日子神)
10. Hayaakitsuhime (速秋津比売神)
*Da relação entre Hayaakitsuhiko e Hayaakitsuhime nasceram os seguintes deuses:

  • Ahanagi (沫那藝神).
  • Ahanami (沫那美神).
  • Tsuranagi (頬那藝神).
  • Tsuranami (頬那美神).
  • Ame-no-mikumari (天之水分神).
  • Kuni-no-mikumari (国之水分神).
  • Ame-no-kuhizamochi (天之久比奢母智神).
  • Kuni-no-kuhizamochi (国之久比奢母智神).

11. Shinatsuhiko (志那都比古神)
12. Kukunochi (久久能智神)
13. Ohoyamatsumi (大山津見神)
14. Kaya-no-hime (鹿屋野比売神), conhecida também como Nozuchi (野椎神)
*Da relação entre Ohoyamatsumi e Kaya-no-hime nasceram os seguintes deuses:

  • Ame-no-sazuchi (天之狭土神).
  • Kuni-no-sazuchi (国之狭土神).
  • Ame-no-sagiri (天之狭霧神).
  • Kuni-no-sagiri (国之狭霧神).
  • Ame-no-kurado (天之闇戸神).
  • Kuni-no-kurado (国之闇戸神).
  • Ohotomatohiko (大戸惑子神).
  • Ohotomatohime (大戸惑女神).

15. Tori-no-ihakusubune (鳥之石楠船神), conhecido também como Ame-no-torifune (天鳥船)
16. Ohogetsuhime (大宜都比売神)
17. Hi-no-yagihayao (火之夜藝速男神), conhecido também como Hi-no-kagabiko (火之炫毘古神) e Hi-no-kagutsuchi (火之迦具土神)
*Ao nascer, Kagutsuchi queimou as genitais de Izanami, ferindo-a mortalmente. Em sua agonia, de seus vômitos, urina e fezes também nasceram mais deuses:
18. Kanayamabiko (金山毘古神) Nascido dos vômitos e excretas de Izanami
19. Kanayamabime (金山毘売神) Nascida dos vômitos e excretas de Izanami
20. Haniyasubiko (波邇夜須毘古神) Nascido do excremento de Izanami
21. Haniyasubime (波邇夜須毘売神) Nascida do excremento de Izanami
22. Mitsuhanome (彌都波能売神) Nascida da urina de Izanami
23. Wakumusuhi (和久産巣日神) Nascido da urina de Izanami
* Wakumusuhi teve uma filha: Toyouke (豊宇気毘売神).

Morte de Kagutsuchi – Deuses nascidos durante a agonia e morte de Izanami
Depois de muito agonizar, Izanami morreu. Nesse momento, Izanagi arrastou-se gemendo ao redor do cadáver e chorou sua morte. De suas lágrimas nasceu Nakisawame (泣沢女神).

Izanagi prostrou-se sobre a sepultura de Izanami, no monte Hiba, nos confins do país de Izumo (atual cidade de Yasugi, Prefeitura de Shimane). A tristeza de Izanagi converteu-se em raiva e decidiu assassinar Kagutsuchi, usando sua espada de dez palmos chamada “Ame-no-ohabari” (天之尾羽張), também conhecida como “Itsu-no-oha-bari”.

 Deuses que surgiram do sangue de Kagutsuchi:
Deuses que nasceram do sangue que caiu da ponta da espada nas rochas:

  • Ihasaku (石折神).
  • Nesaku (根折神).
  • Ihatsutsunoo (石筒之男神).

Deuses que nasceram do sangue que caiu da ponta da espada nas folhas:

  • Mikahayahi (甕速日神).
  • Hihayahi (樋速日神).
  • Takemikagutsuchinoo (建御雷之男神), conhecido também como Takefutsu (建布都神) ou Toyofutsu (豊布都神).

Deuses que nasceram do sangue que caiu do cabo da espada:

  • Kuraokami (闇淤加美神).
  • Kuramitsuha (闇御津羽神).

Do cadáver de Kagutsuchi nasceram:

  • Masakayamatsumi (正鹿山津見神) Surgido da cabeça de Kagutsuchi.
  • Odoyamatsumi (淤縢山津見神) Surgido do peito.
  • Okuyamatsumi (奥山津見神) Surgido do abdômen.
  • Kurayamatsumi (闇山津見神) Surgido dos genitais.
  • Shigiyamatsumi (志藝山津見神) Surgido do braço esquerdo.
  • Hayamatsumi (羽山津見神) Surgido do braço direito.
  • Harayamatsumi (原山津見神) Surgido do pé esquerdo.
  • Toyamatsumi (戸山津見神) Surgido do pé direito.

Mundo de Yomi
Depois Izanagi decidiu trazer de volta Izanami indo ao Mundo de Yomi. Ao cruzar as portas desse mundo, encontrou-se com Izanami e disse-lhe:

– Os países que tu e eu criamos ainda não foram totalmente terminados. Voltemos!

Izanami respondeu-lhe:

– Lástima que não tenhas vindo antes, pois já comi da comida do Mundo de Yomi!… No entanto, vou me consultar com as deidades daqui. De nenhum modo deves olhar-me!

Ao declarar estas palavras, Izanami entrou no palácio onde moravam esses deuses. Não obstante, passava o tempo e Izanami não regressava e Izanagi começou a se desesperar. Sendo assim, o deus angustiado com a demora, tomou uma decisão: Rompeu uma das puas das presilhas que prendia o laço esquerdo de sua cabeleira e lhe ateou fogo para clarear o lugar, decidido adentrar-se ao mundo dos mortos. Izanagi conseguiu encontrar Izanami, mas ao olhar mais de perto se surpreendeu com a visão aterrorizante. Sua tão amada esposa já não possuía mais a beleza de outrora e seu lindo corpo tinha se convertido em um cadáver putrefato coberto por vermes. De seu corpo putrefato nasceram os oito deuses do trovão (Ryujin):

01. Ohoikazuchi (大雷) Surgido da cabeça de Izanami
02. Honoikazuchi (火雷) Surgido do peito de Izanami
03. Kuroikazuchi (黒雷) Surgido do abdômen de Izanami
04. Sakuikazuchi (折雷) Surgido dos genitais de Izanami
05. Wakaikazuchi (若雷) Surgido do braço esquerdo de Izanami
06. Tsuchiikazuchi (土雷) Surgido do braço direito de Izanami
07. Naruikazuchi (鳴雷) Surgido do pé esquerdo de Izanami
08. Fusuikazuchi (伏雷) Surgido do pé direito de Izanami

Izanagi, horrorizado com o que viu, decidiu regressar, mas Izanami encontrava-se envergonhada por sua aparência e comandou às Yomotsushikome (黄泉醜女) ”Mulheres horrendas do mundo das trevas” para perseguirem Izanagi. Em sua fuga, ele tirou uma grinalda de sua cabeça e a atirou ao solo convertendo-a em um cacho de uvas. As Yomotsushikome começaram a comê-las dando a Izanagi uma dianteira, mas logo o alcançaram novamente, de modo que ele rompeu a outra presilha do laço direito de sua cabeleira e atirou-a ao solo transformando-a em brotos de bambu, provocando as Yomotsuhikome que as comessem. Elas pararam e começaram a brigar entre si pelo broto de bambu e assim Izanagi pôde livrar-se das Mulheres horrendas.

Não satisfeita, Izanami decidiu lançar os oito deuses do Trovão e os mil e quinhentos Guerreiros do Mundo de Yomi para continuar com a perseguição. Izanagi desembainhou sua espada de dez palmos e brandiu com ela, fazendo um barulho ensurdecedor a ponto de fazer cair muito dos guerreiros que o perseguiam. Ao chegar a Yomotsu-hirasaka (黄泉比良坂 a pendente que ligava Yomi a terra dos vivos), Izanagi tomou três melocotones de uma árvore que tinha crescido naquele lugar e golpeou com eles e todos os que lhe perseguiam fugiram.

Assim, Izanagi declarou: — Socorram a todas as pessoas quando estiverem cansadas e em dificuldades. Os ditos melocotones receberam o nome de Ohokamuzumi-no-mikoto (意富加牟豆美命).

Finalmente, Izanami foi quem montou perseguição a Izanagi, mas ele levantou uma rocha que mil homens não poderiam transportar para bloquear a pendente e a bloqueou. Nesse instante, Izanami surgiu a sua frente e ambos cruzaram seus olhares pela última vez.

Izanami disse: — Se continuar a comporta-te deste modo, estrangularei e farei morrer em um único dia, mil homens em tua terra!

Izanagi replicou: — Se fizeres isto, mil homens certamente morrerão em um só dia! Mas farei em um único dia mil e quinhentas casas em alumbramento e certamente, mil e quinhentos homens nascerão!

Por estas palavras justifica-se o ciclo de vida e morte nos seres humanos. Também por esta razão Izanami é chamada como Yomotsu-ohokami (黄泉津大神) ou Chishiki-no-ohokami (道敷大神) e a rocha que cobre a entrada ao mundo dos mortos como Chikaeshi-no-ohokami (道返之大神) ou Yomido-no-ohokami (黄泉戸大神) e que é conhecido atualmente como a pendente de Ifuya (伊賦夜坂) em Izumo, Prefeitura de Shimane.

Deuses surgidos durante a purificação de Izanagi
Logo depois de sair do Mundo de Yomi, o deus Izanagi decidiu eliminar todas as impurezas que havia em seu corpo fazendo a cerimônia de purificação (Misogi) em um banho no rio Ahakihara, em Tachibana-no-Ono, no país de Tsukushi. À medida que ele foi colocando seus trajes e acessórios no solo, nasceram doze divindades:

01. Tsukitatsufunato (衝立船戸神) Surgido da bengala
02. Michi-no-nagachiha (道之長乳歯神) Surgido do obi (faixa que amarra o kimono)
03. Tokihakashi (時量師神) Surgido da bolsa
04. Wazurahinoushi (和豆良比能宇斯能神) Surgido da roupa
05. Michimata (道俣神) Surgido da hakama
06. Akiguhi-no-ushi (飽咋之宇斯能神) Surgido da coroa
07. Okizakaru (奥疎神) Surgido do bracelete da mão esquerda
08. Okitsunagisabiko (奥津那芸佐毘古神) Surgido do bracelete da mão esquerda
09. Okitsukahibera (奥津甲斐弁羅神) Surgido do bracelete da mão esquerda
10. Hezakaru (辺疎神) Surgido do bracelete de mão direita
11. Hetsunagisabiko (辺津那芸佐毘古神) Surgido do bracelete de mão direita
12. Hetsukahibera (辺津甲斐弁羅神) Surgido do bracelete de mão direita.

Depois de despojar-se das impurezas que recebeu ao estar no Mundo de Yomi, nasceram mais duas deidades:

  • Yasomagatsuhi (八十禍津日神).
  • Ohomagatsuhi (大禍津日神).

Ao estar totalmente livre da maldição, nasceram mais três deuses:

  • Kamunaobi (神直毘神).
  • Ohonaobi (大直毘神).
  • Izunome (伊豆能売).

No momento em que começava a lavar a parte inferior de seu corpo, nasceram mais dois deuses:

  • Sokotsuwatatsumi (底津綿津見神).
  • Sokotsutsunoo (底筒之男神).

Ao lavar a parte média de seu corpo nasceram outros dois deuses:

  • Nakatsuwatatsumi (中津綿津見神).
  • Nakatsutsunoo (中筒之男神).

Ao lavar a parte superior de seu corpo nasceram outros dois deuses:

  • Uhatsuwatatsumi (上津綿津見神).
  • Uhatsutsunoo (上筒之男神).

O trio formado por Sokotsuwatatsumi, Nakatsuwatatsumi e Uhatsuwatatsumi compõe o grupo de deidades Watatsumi Sanjin, ou os “Deuses da água”. O trio formado por Sokotsutsunoo, Nakatsutsunoo e Uhatsutsunoo, compõe o grupo de deidades Sumiyoshi Sanjin, “Deuses de pesca e do mar”, cujo tributo se lhe rende no Sumiyoshi Taisha.

Nascimento dos Três Filhos Ilustres “Amaterasu, Tsukuyomi e Susanoo”
No último passo da cerimônia de purificação, Izanagi lavou o olho esquerdo e desse ato nasceu Amaterasu-Oho-mi-kami (天照大御神) “A augusta Deusa do Sol”; depois de lavar o olho direito, nasceu Tsukuyomi-no-mikoto (月読命) “Augusto Deus da Lua”; e depois de lavar o nariz, nasceu Takehaya-susanoo-no-mikoto (建速須佐之男命) “Augusto Deus do Mar”. Com estes três deuses, chamados Mihashira-no-uzu-no-miko (三貴子), “Três filhos ilustres”, Izanagi lhes ordenou sua investidura. Amaterasu recebeu o mandato de governar Takamagahara (Todo o Céu) e recebeu um colar de jóias chamado Mikuratanano-no-kami (御倉板挙之神) da parte de Izanagi. Tsukuyomi recebeu o mandato de governar a noite. Enquanto Takehaya-susanoo recebeu o mandato de governar os mares.

Izanagi e Izanami na versão “Nihongi”

Izanagi e Izanami Criando as Ilhas
Izanagi (O homem Que é Convidado) e Izanami (A Mulher Que Convida) olhavam da ponte flutuante do céu para o abismo abaixo. Eles se perguntavam se existia algo sob a Grande Ponte Flutuante. Curiosos, jogaram uma lança feita de pedras preciosas. Então descobriram o oceano e, quando ergueram a Lança, a água que pingou desta, solidificou-se e veio a formar a ilha de Onogoro-Jima (Ilha que se solidificou Espontaneamente).

Izanagi e Izanami (Imagem: Reprodução da obra do artista Sensei Eitaku)

 

Ao descerem nessa ilha, logo sentiram o desejo de se tornarem marido e mulher, embora fossem irmãos.

Fincaram em um pilar em comum acordo e caminharam os dois ao redor da ilha, ele para um lado e ela para o outro.

Quando se encontraram, Izanami disse: – Acabo de encontrar um belo jovem!

Mas Izanagi retrucou: – Eu sou homem e tenho o direito de falar primeiro, isso é agourento!

Eles deram outra volta ao redor do pilar e quando se encontraram novamente, Izanagi disse: – Acabo de encontrar uma linda donzela! Logo após essa declaração Izanagi e Izanami se casaram.

*Nota: Na cultura dos antigos japoneses, a mulher só falava depois do homem e só podia andar atrás do homem, nunca ao seu lado.

Depois de Izanami ter dado à luz as ilhas, mares, rios, plantas e árvores, um dia conversando com Izanagi, resolveram então: Até agora criamos o país das Oito Grandes Ilhas, com montanhas, rios, árvores e vegetação. Por que não criamos alguém que venha a ser o Senhor de todo esse universo?

Nascimento de Ama-terasu:
O desejo dessas Divindades cumpriu-se, pois no momento certo nasceu Ama-terasu, a Deusa do Sol. Ficou conhecida como “Grande Deusa Que O Céu Ilumina” e era tão bela e fulgurante que seus pais acharam por bem erguê-la até a Escadaria do Céu, de onde lá do alto ela enviaria a Terra para sempre seus raios gloriosos.

Nascimento de Tsuki-yumi:
O casal de deuses teve outro filho, Tsuki-yumi, o Deus da Lua. Seu brilho prateado não se igualava em beleza à resplandecência dourada de sua irmã, a Deusa do Sol, mas mesmo assim, julgando-se ser digno de ser seu esposo e sem autorização, Tsuki-yumi subiu a Escadaria do Céu. Logo brigaram e Ama-terasu declarou: – Você é um deus malvado! Nunca mais quero vê-lo face a face. Foram então separados pela noite e pelo dia. Cada um para o seu lado.

Nascimento de Susa-no-o:
Em seguida, Izanagi e Izanami tiveram outro filho chamado Susa-no-o, O Deus Impetuoso; O Deus das Tempestades e ou o Deus dos Mares. Definitivamente, ele foi o Deus mais polêmico de todos. Seus feitos vão do céu ao inferno literalmente! Seus atos são descritos em determinados contos como de um deus maléfico, chegando em outros como de um deus herói. Basta dizer que Susa-no-o foi banido para Terra de Yomi por seus próprios pais, Izanagi e Izanami. No entanto, não se tem passagem em nenhum dos dois livros “Kojiki ou Ninhongi” desse Deus na Região dos Mortos. Porém, após as maldades que cometeu contra sua irmã Ama-terasu, ele próprio se redimi e logo após o encontramos agindo como um verdadeiro herói em empreitadas salvando donzelas.

Nascimento de Kagu-tsuchi:
Izanami deu à luz ao Deus do Fogo, Kagu-tsuchi. Dar a luz a essa criança deixou-a extremamente doente. A deusa ajoelhou-se no chão, chorando de dor e lamentando-se amargamente. Contudo, de nada adiantou seu lamento. Izanami partiu para Terra de Yomi “Região dos Mortos”.

Izanagi e Izanami na Terra de Yomi:
Izanagi não aguentou viver sem sua amada esposa, e foi atrás dela, partindo para Terra de Yomi.

Quando a encontrou, ela lhe disse magoada: – Por que chegou tão tarde, meu esposo e senhor? Eu já comi a comida feita no fogareiro de Yomi. Neste momento estou prestes a deitar-me para descansar. Eu lhe imploro: não me olhe!

Izanagi, movido pela curiosidade, não atendeu ao pedido de sua esposa. Estava escuro na Terra de Yomi, então secretamente Izanami tirou um dente de seu pente de muitos dentes e o acendeu. O espetáculo que assistiu foi espantoso e horrível. Sua antes bela esposa tinha se transformado em uma criatura ulcerosa e inchada. Os Oito Deuses do Trovão estavam deitados sobre ela. O Deus Trovão do Fogo, da Terra e da Montanha o olhavam de soslaio e rugiam com suas bocas imensas o ameaçando.

Izanagi, assustado e desgostoso disse: – Vim desavisado para uma terra medonha e impura. Partirei neste exato momento!

Izanami retrucou: – Por que você não fez o que lhe pedi? Agora estou coberta de vergonha.

Izanami ficou tão zangada por Izanagi não a ter atendido, e por ter invadido sua privacidade, que enviou as Oito Mulheres Horrendas de Yomi em seu encalço. Izanagi desembainhou sua espada e fugiu através das zonas tenebrosas da Região dos Mortos. Enquanto corria, tirou seu capuz e jogou-o ao chão. O capuz no mesmo instante transformou-se em um cacho de uvas. Quando as Oito Mulheres Horrendas o viram, agacharam e devoraram a fruta deliciosa. Izanami viu as mulheres pararem e achou melhor ela mesma perseguir seu esposo.

A essa altura, Izanagi havia atingido a parte plana do Desfiladeiro de Yomi (Esse Desfiladeiro era a passagem que ligava a Região dos mortos a Terra dos vivos), que ele fechou com uma enorme rocha. Foi nesse momento em que ele se deparou com Izanami.

Izanagi declarou solenemente o divórcio a Izanami.

Sua esposa o respondeu: – Meu esposo e senhor, se assim o fizer, estrangularei mil pessoas em um só dia.

Tal ameaça não impressionou Izanagi que prontamente respondeu: – Então eu em um dia, farei nascer mais de mil e quinhentas pessoas.

Izanagi conseguiu fugir da Terra de Yomi e logo após sua fuga, entregou-se a diversas abluções a fim de purificar-se.

Depois que Izanagi cumpriu sua divina missão, construiu para si, uma residência na ilha de Ahaji, onde viveu para sempre em total reclusão e silêncio.

Por Maria Rosa (artigo criado originalmente em 2005)
Fontes principais de pesquisa:
Livro “Legends of Japan” | Author: F. Hadland Davis
Livro “História da cultura japonesa” | Autor: José Yamashiro
Livro “Japan – Dictionary Culture and Civilization” | Autores: Frederic Louis David and Alvaro Iwang

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso .

Comentários