Turismo

Templo budista Sensoji

O templo tornou-se um símbolo da paz no Japão, recebendo cerca de 20 milhões de visitantes anualmente.

Templo Sensoji (金龍山浅草寺)  

 

Fundado em 645, o Templo budista Sensoji, conhecido também como Asakusa Kannon, é o templo mais antigo de Tóquio.

No bairro Asakusa, do município de Taito, em Tóquio, onde está localizado o Templo Sensoji, encontram-se alguns dos templos mais belos e tradicionais da capital japonesa, um cenário tradicional indispensável para quem pretende visitar o país.

 

Avenida que leva ao templo Sensoji, onde encontram-se ofertastes de vários produtos tradicionais japoneses. (Foto: SXC)

Namikaze Dori, avenida que leva ao templo Sensoji, onde encontram-se uma sequência de pontos-de-vendas que oferecem vários produtos típicos do Japão. (Foto: SXC)

 

O Templo Sensoji, construído em homenagem à deusa Kannon, recebe cerca de 20 milhões de visitantes anualmente.

Conta-se que no ano de 628, dois pescadores resgataram uma estátua da deusa Kannon no rio Sumida e, desde então, a deusa passou a ser idolatrada na região. Considerada milagrosa pelos nativos da época, a deusa recebeu um templo construído em sua homenagem após 17 anos de sua descoberta.

 

A Kaminamirimon (Porta do Trovão) que dá acesso ao Templo Asakusa.(Foto: nickvaneyck / Flickr

Kaminamirimon (Porta do Trovão), estrutura budista que dá acesso ao Templo Sensoji. (Foto: nickvaneyck / Flickr)

 

Para chegar ao templo, passa-se pela avenida Nakamise Dori, um bulevar com mais de 90 pontos-de-venda, onde encontram-se vendedores de vários produtos típicos como osembe (biscoito japonês), leques, bonecas kokechi, Kimonos e um mundo de produtos tradicionais do Japão.

 

Produtos dos pontos-de-venda da Avenida Namikaze Dori (Fotos: Japan Guide / Edição Mundo-Nipo)

Alguns produtos dos pontos-de-venda da Avenida Namikaze Dori, que leva ao Templo Sensoji (Fotos: Japan Guide / Edição Mundo-Nipo)

 

O Kaminamirimon (Porta do Trovão) é uma estrutura budista que possui uma lanterna de papel gigante na entrada, sugerindo “nuvens carregadas” e “relâmpados”. A estrutura dá passagem ao visitante para a principal entrada do templo, Hozomon (Porta do Tesouro), de onde pode-se avistar um grande Pagode de cinco andares.

 

Portão de entrada e Pagode no Templo Sensoji. (Foto: Divulgação)

Porta do Trovâo, portão de entrada do Templo Sensoji  e o Pagode de cinco andares ao fundo, do lado esquerdo. (Foto: Divulgação)

 

No ambiente do Templo de Sensoji há um O-koro, um grande incensório, cuja fumaça acredita-se fortaler os fracos e restaurar a saúde, segundo a tradição. Além disso, dentro do templo há o Demboin, um jardim tranquilo e espiritual, mantido no estilo característico japonês.

 

Hozomon (Porta do Tesouro), com o O-Koro ao fundo  (Foto: SXC Photos)

Hozomon (Porta do Tesouro), com o O-Koro ao fundo  (Foto: SXC Photos)

 

O templo, que foi reconstruído após ter sido danificado, em grande parte durante a Segunda Guerra Mundial, tornou-se um símbolo da paz no Japão.

 

Templo Sensoji recebe cerca de 20 milhões de visitantes por ano. (Foto: nick.vaneyck / Flickr)

Hozomon, principal entrada do Templo Sensoji. (Foto: nick.vaneyck / Flickr)

 

Por Stefani Vaz

 

Para receber artigos atuais sobre a Cultura do Japão, siga o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso .

Comentários