Economia

Base monetária do Japão atinge alta recorde, mas empréstimos bancários continuam baixos

O banco central japonês divulgou que a base monetária em junho foi superior a 1,7 trilhão de dólares.

Do Mundo-Nipo

A base monetária do Japão cresceu significantemente através das medidas de flexibilização monetária massiva adotadas pelo Banco do Japão (BoJ), mas os empréstimos a pessoas físicas e jurídicas não cresceram na mesma proporção, informou nesta quarta-feira a rede NHK.

Na última terça-feira, o banco central japonês divulgou que a base monetária em junho foi superior a 1,7 trilhão de dólares, o maior índice dos últimos quatro meses de alta consecutiva.

A base monetária é a soma do volume de moeda em circulação e dos depósitos compulsórios. O volume cresceu 18,5% a partir do final de março. Isso antes do BoJ ter introduzido um nível sem precedentes de afrouxamento monetário.

Entretanto, os empréstimos em aberto das instituições financeiras do país têm registrado um crescimento lento, com aumento de apenas cerca de 2% em 2013, na comparação do mesmo período do ano passado.

Os formuladores de políticas do BoJ visam dobrar a base monetária em um período de dois anos. Eles esperam que o suprimento de enormes quantidades de fundos venha a ajudar a impulsionar os empréstimos e reanimar a economia.

 

Para saber mais sobre Economia, clique em mundo-nipo.com/economia. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*