Economia

FMI insta Japão a expandir participação da mulher no mercado de trabalho

O FMI disse que o aumento do número de mulheres no mercado de trabalho poderá ajudar no crescimento econômico do Japão.

Do Mundo-Nipo

O Fundo Monetário Internacional (FMI) pediu nesta quinta-feira ao Japão para aumentar o número de mulheres no mercado de trabalho do país através de desregulamentação e outras medidas, dado o envelhecimento da população, para sustentar o crescimento econômico.

 

Mulher no Mercado de trabalho do Japão (Foto: AFLO)

O FMI disse que o aumento da participação do trabalho feminino “poderia reduzir o rácio de dependência e retardar o constante declínio na taxa de crescimento do Japão (Foto: AFLO)

 

Em um relatório do FMI sobre o emprego e o crescimento, foi proposto ao Japão rever seus códigos fiscais e introduzir uma tributação especial para assalariadas secundárias ou mães solteiras.

O relatório também cita sobre os planos e seguros de assistência médica e o sistema de pensões, propondo para que também sejam examinados em relação ao preconceito do gênero (sexo femino) explícita ou implícitamente.

A instituição, com sede em Washington, observou a disparidade na participação da mulher no mercado de trabalho entre os países desenvolvidos, que varia de seis pontos percentuais na Suécia a 25 pontos percentuais no Japão.

O relatório diz que o aumento da participação do trabalho feminino “poderia reduzir o rácio de dependência e retardar o constante declínio na taxa de crescimento do Japão”, resultante do envelhecimento da população.

A taxa de crescimento anual do Japão poderia aumentar durante algum tempo por cerca de 0,25% se o índice de participação feminina de trabalho aumentar para a média do grupo das sete economias mais avançadas, concluiu o relatório.

As informações são da agência Kyodo News.

 

Para saber mais sobre Economia, clique em mundo-nipo.com/economia. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*