Economia

Japão poderá ter déficit primário de US$ 110 bilhões em 2020

O anúncio pessimista consta no relatório do Gabinete do Governo sobre estimativas para saldo primário.

Do Mundo-Nipo

O governo japonês informou nesta sexta-feira (18) que o país provavelmente não vai conseguir cumprir a meta de alcançar um superávit primário no ano fiscal de 2020. Essa conclusão foi obtida mesmo usando a pressuposição de um cenário com crescimento econômico contínuo levando-se em consideração o aumento da taxa de imposto sobre o consumo para 10%, %, que deverá entrar em vigor no segundo semestre de 2015, conforme planejado.

O anúncio pessimista consta no relatório do Gabinete do Governo sobre estimativas para saldo primário, uma medida que avalia a capacidade de um governo de financiar gastos políticos sem depender de dívidas.

O relatório diz que o governo será capaz de reduzir pela metade o déficit primário no ano fiscal de 2015 em comparação com o nível de 2010. Mas estima que o saldo primário em 2020 ainda deva estar no vermelho em cerca de US$ 110 bilhões.

A receita fiscal do governo no último ano fiscal excedeu a estimativa de quase US$ 16 bilhões de dólares, isso graças a uma crescente recuperação econômica. Os números do governo, no entanto revelam que muito mais terá que ser feito para restaurar a saúde fiscal do Japão.

(Com informações da NHK News e Agência Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe uma resposta