Economia

Pouco mais de 40% das empresas japonesas pretendem fazer contração na primavera de 2014, diz pesquisa

A pesquisa indica que as políticas econômicas do primeiro-ministro Shinzo Abe tiveram pouco impacto até sobre os planos de contratação.

Do Mundo-Nipo

Pouco mais de 40 por cento das grandes empresas no Japão pretendem contratar recém-formados na próxima primavera, um nível semelhante ao do ano fiscal de 2013 que começa em abril, informou nesta segunda-feira a agência Kyodo.

De acordo com uma pesquisa realizada pela agência Kyodo, mais de 100 empresas foram entrevistadas, das quais menos da metade pretende fazer contratações na primavera do próximo ano fiscal, o que indica que as políticas econômicas de governo do primeiro-ministro Shinzo Abe tiveram pouco impacto até sobre os planos de contratação.

Entre as 108 empresas pesquisadas, 46 (43%) disseram que irão contratar novos funcionários no ano fiscal de 2014, número próximo ao mesmo nível do período anterior, enquanto que 19 (18%) disseram que irão aumentar a contratação e outras 20 (19%) disseram que pretendem reduzir a contratação.

Das 23 empresas restantes, ou seja, 21% das entrevistadas, disseram que ainda não decidiu sobre os planos de contratação para ano fiscal de 2014, de acordo com a pesquisa realizada no final de fevereiro até meados de março.

 

Para saber mais sobre Economia, clique em mundo-nipo.com/economia. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*