Economia

Universitários veem crescimento “limitado” em ofertas de emprego no Japão

A menos que procurem emprego em pequenas e médias empresas, o número de recém-formados desempregados só tende a aumentar, diz analista.

Do Mundo-Nipo

Universitários no Japão (Foto: AFLO)

O número de universitários com pretensão de trabalhar em grandes empresas subiu 4,1% ante o ano anterior (Foto: AFLO)

A proporção de estudantes universitários, que estão para se graduar na próxima primavera e que já receberam oferta informal de emprego, mostrou pouca melhora em abril, um sinal de que os esforços para o crescimento econômico do governo japonês ainda tem um longo caminho a percorrer.

Segundo uma pesquisa realizada pela Recruit Career e divulgada no site da empresa nesta sexta-feira, a oferta de emprego subiu 0,8 pontos percentuais em relação ao ano anterior para 14,4%. A empresa entrevistou cerca de 3.600 universitários.

Com as expectativas na recuperação econômica do país aumentando, um crescente número de universitários tem procurado emprego em grandes empresas, no entanto, eles têm enfrentado uma incompatibilidade em potencial com as políticas de contratação, que ainda encontram-se cautelosas.

Em geral, as empresas que pretendem assumir recém-formados na próxima primavera aumentaram 10,7% em relação à época de contratação no início deste ano. Empresas emergentes de pequeno e médio porte estão particularmente ansiosas para expandir e planejam um aumento de 14,5% na contratação, de acordo com uma pesquisa do jornal Nikkei.

Os pretendentes, por sua vez, preferem cada vez mais as grandes corporações. O número de universitários com pretensão de trabalhar em empresas com mil ou mais funcionários subiu 4,1% ante o ano anterior. Por outro lado, os que buscam empregos em pequenas empresas caíram 7,9%, de acordo com a empresa Recruit Holdings.

“A menos que procurem em pequenas e médias empresas, o número de universitários incapazes de conseguir emprego só tende a aumentar”, disse Yukio Okubo, analista da Recruit Holdings.

 

Para saber mais sobre Economia, clique em mundo-nipo.com/economia. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*