Economia

Preços ao consumidor do Japão sobem em maio e atingem o maior nível em 32 anos

Trata-se do 12º aumento mensal consecutivo e a maior taxa de crescimento em mais de três décadas.

O núcleo do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do Japão subiu 3,4% em maio ante o mesmo período do ano anterior, mostraram dados do governo nesta sexta-feira (horário local), apontando que este foi o 12º aumento mensal consecutivo e a maior taxa de crescimento em 32 anos, desde abril de 1982.

O resultado representa uma aceleração ante a inflação de 3,2% de abril, quando a taxa do imposto sobre o consumo foi elevada de 5 a 8 por cento.

A elevação do núcleo do índice de preços ao consumidor, que inclui preços de energia, mas exclui os preços voláteis de alimentos frescos, situou-se em 103,4 pontos contra a base referencial de 100 estabelecida em 2010, de acordo com o relatório do Ministério dos Assuntos Internos e Comunicações.

O índice considera os efeitos do aumento de imposto de abril. Desconsiderando-se esse fator, o núcleo do CPI aumentou para 1,4% em maio, mas abaixo de 1,5% registrado em abril, ambos na comparação anual. Esse é o número que o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) utiliza para alcançar sua meta de inflação de 2%.

Considerando todos os componentes do CPI, a inflação acelerou 3,7% em maio, também na comparação com o mesmo período do ano anterior. Na comparação mensal, o índice registrou alta de 0,4%.

O núcleo do CPI para a área metropolitana de Tóquio um indicador antecipado das tendências de preços para o resto do Japão subiu 2,8% em junho na comparação com o mesmo mês do ano anterior, em linha com a estimativa mediana do mercado.

Sem o efeito do aumento no imposto de abril, o índice acelerou 0,9% em junho, assim como no mês anterior.

O ministério atribui o resultado, em parte, à alta nos preços da eletricidade e do gás. Os preços mais elevados da gasolina, devido à tensão na Ucrânia, também foram um fator que muito contribuiu para alta histórica do índice no quinto mês do ano.

(Com Agência Kyodo)

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários