Economia

Gastos das famílias no Japão caem 3% em junho

Os consumidores continuam “apertando o cinto” desde o aumento do imposto sobre as vendas em abril.

Do Mundo-Nipo

Os gastos das famílias no Japão recuaram 3% em junho ante o mesmo período do ano anterior, em termos reais ajustados aos preços, mostraram dados do governo nesta terça-feira (29), indicando que os consumidores continuam “apertando o cinto” desde o aumento do imposto sobre as vendas em abril.

O resultado é melhor do que a queda de 8% registrada em abril e mais otimista que a leitura projetada pelo mercado, que estimava um recuo mediano de 3,7%. Na base nominal, no entanto, houve alta de 1,3%.

No período, o desembolso médio de cada lar com dois ou mais ocupantes foi de 272.791 ienes.

O rendimento médio real das famílias caiu 2,5%, para 710,375 ienes, em termos nominais. Em termos reais, houve baixa de 6,6% em relação ao ano anterior.

A média de gastos foi de 295,738 ienes, queda de 0,3% em termos nominais e recuo de 4,5% em termos reais. Trata-se do terceiro me consecutivo de retração.

A despesa dos lares é um indicador fundamental para avaliar a tendência do consumo privado, que no Japão representa cerca de 60% do Produto Interno Bruto (PIB).

A tabela com os dados completos pode ser conferida no site do Ministério dos Assuntos Internos e Comunicações.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*