Esportes

Japão confirma hegemonia e termina em primeiro na final do Mundial de judô

Equipe mista de judô do Japão conquista Mundial de Budapeste 2017 (Foto: Reprodução/YouTube - IJF)

Os judocas do Japão massacraram os brasileiros na final por equipe mista, vencendo por 6 a 0.

Depois confirmar sua hegemonia ao conquistar quatro medalhas nas disputas individuais do Campeonato Mundial de Judô, em Budapeste (HUN), o Japão conquistou neste domingo (3) mais uma medalha de ouro na competição ao derrotar o Brasil na final da competição por equipes mista, que estará nos Jogos de Tóquio-2020.

Por sua vez, o time verde e amarelo fez boa campanha, mas acabou massacrado pelo Japão na final, perdendo por 6 a 0. Apesar da derrota elástica, o Brasil teve o melhor desempenho em um mundial fora de casa, terminado com um ouro, duas pratas e dois bronzes.

Na abertura da final, a atual campeã olímpica Rafaela Silva (57kg) perdeu para a japonesa Tsukasa Yoshida, vice-campeã mundial, por imobolização. Em seguida, Marcelo Contini (73kg) encarou o campeão mundial Soichi Hashimoto, que pontuou com um waza-ari e ampliou. Maria Portela (70kg) não resistiu aos golpes de Chizuru Arai, que venceu por vantagem mínima de punição no golden score.

Pressionado, Victor Penalber (90kg) caiu diante de Kenta Nagasawa, que assegurou o título ao Japão. Em seguida, Maria Suelen Altheman (+70kg) foi imobilizada pela vice-campeã mundial Sarah Asahina. No último combate, Rafael Silva (+90kg) sofreu o waza-ari no golden score com Takeshi Ojitani. Com isso, o placar terminou em 6 a 0 para  equipe mista japonesa.

Com o resultado deste domingo, Japão confirmou sua hegemonia no esporte e termina a competição com impressionantes treze medalhas (oito de ouro, quatro de prata e uma de bronze), encerrando assim sua participação na etapa do Mundial em Budapeste em primeiro lugar.

As outras sete medalhas de ouro do Japão foram conquistadas pelo agora bi-campeão mundial Naohisa Takato (60kg masculino), Hifumi Abe (66kg masculino), bi-campeão mundial Soichi Hashimoto (73kg masculino) , Aaron Wolf (100kg masculino), Funa Tonaki (48kg feminino), Ai Shishime (52kg feminino) e Chizuru Arai (70kg feminino).

Saldo do Brasil no Mundial
Com a medalha de prata  hoje, o Brasil encerrou a competição com cinco medalhas e conquistou o terceiro lugar na classificação geral. Nas disputas individuais, Mayra Aguiar (78kg) levou o ouro e se tornou a primeira brasileira bicampeã mundial. No pesos pesados, mais um feito inédito, com dobradinha no pódio com prata para David Moura e bronze para Baby (+100kg). Érika Miranda (52kg) também levou o bronze no individual. O desempenho do país superou as duas últimas edições de Mundiais.

*Veja como ficou o quadro de medalhas do Mundial de Judô da Hungria 2017.

Confira abaixo vídeo com as lutas do último dia do Mundial de Judô em Budapeste, com créditos do canal no YouTube da Federação Internacional de Judô, IJF, na sigla em inglês):

Fontes: iG EsporteBest Sports.

Comentários