Esportes

Arábia Saudita vence o já classificado Japão e garante vaga na Copa

Logo da Copa do Mundo FIFA de 2018 na Rússia / Divulgação

Em uma reviravolta na rodada final do Grupo B, a Arábia Saudita desbancou a Austrália e garantiu sua vaga.

A rodada final do Grupo B das Eliminatórias da Ásia para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, sofreu uma reviravolta após a Arábia Saudita desbancar a Austrália e garantir sua vaga na competição. Em jogo realizado na cidade de Jeddah, nesta terça-feira (5), a classificação veio com a vitória de 1 a 0 sobre o Japão, que já havia garantido sua vaga na competição se forma antecipada na última quinta-feira (31).

O gol de Fahad Al-Muwallad, aos 18 minutos do segundo tempo, sacramentou a vaga dos sauditas porque levou a seleção aos mesmos 19 pontos da Austrália, no Grupo B. O desempate é definido no saldo de gols, superior da Arábia Saudita. Primeiro colocado, o Japão já estava classificado, com 20 pontos.

Nas Eliminatórias da Ásia somente os dois primeiros colocados de cada chave entram direto no Mundial. O terceiro vai disputar mais uma fase asiática em busca de uma vaga na repescagem contra uma seleção da Concacaf. Assim, Austrália e Síria vão se enfrentar em confronto de ida e volta. O vencedor decidirá a vaga contra um rival da Concacaf.

Os australianos se mantiveram na briga porque, mais cedo, venceram a Tailândia por 2 a 1. Tomi Juric e Matthew Leckie marcaram os gols da Austrália, ambos no segundo tempo, no duelo disputado em casa, na cidade de Melbourne.

Em outro confronto da chave, o Iraque bateu os Emirados Árabes Unidos por 1 a 0, diante de sua torcida. As duas seleções estão fora da Copa do Mundo.

Com estes resultados, a Arábia Saudita conquistou o direito de disputar uma Copa do Mundo pela quinta vez na história. A primeira foi em 1994, nos Estados Unidos. Seu melhor resultado aconteceu justamente nesta edição, quando alcançou a fase de oitavas de final.

Assim, a Copa da Rússia já conta com oito seleções classificadas. Além da própria anfitriã, estão garantidos o Brasil, o Irã, o Japão, a Coreia do Sul, a Arábia Saudita, a Bélgica e o México.

Do Estadão Conteúdo.

Comentários