Esportes

Japonês de 73 anos nada 30 km e cruza perigoso estreito no Japão

Toshio Tominaga nadou mais de 30 km em cerca de 10 horas (Foto: Sankei/Montagem Mundo-Nipo)

O japonês se tornou o homem mais velho a cruzar o estreito de Tsugaru, povoado de tubarões e com fortes correntezas.

Um japonês de 73 anos fez história ao se tornar a pessoa mais velha a cruzar a nado o perigoso estreito de Tsugaru, que separa as grandes ilhas de Honshu e de Hokkaido, no norte do Japão, enfrentando perigosas correntes no percurso que durou cerca de dez horas.

O percurso a nado no estreito de Tsugaru é considerado um dos mais difíceis do mundo devido às fortes correntezas, o que faz dele o mais imprevisível e um dos mais perigosos.

Em sua parte mais curta, o estreito mede 19,5 km de largura, mas Toshio Tominaga nadou aproximadamente 38 km até o norte, lutando contra as correntes que o empurravam para o leste, explicou um membro de sua equipe de apoio, Masayuki Moriya, de acordo com a agência de notícias ‘AFP’.

Contudo, os jornais japoneses afirmam que Tominaga nadou cerca de 30 km até completar o perigoso percurso.

O septuagenário começou a travessia em Nakadomari (Aomori) às 05h28 locais da quarta-feira (17h28 Brasília da terça-feira) e 9 horas e 58 minutos mais tarde chegou ao outro lado, no porto Yoshiokakyo, na cidade de Fukushima, em Hokkaido.

“É a pessoa mais velha no mundo a conseguir (atravessar o estreito), anunciou a equipe de Tominaga no Facebook. “Ele está esgotado e deve descansar”, declarou Moriya, minutos depois da chegada, segundo a ‘AFP’.

Os organizadores previam que a travessia duraria cerca de 12 horas, mas as correntezas foram menos fortes que o esperado na maior parte do trajeto, informou Moriya. “Até os últimos cinco quilômetros tudo parecia fácil, mas no final foi muito duro, com correnteza forte”, declarou.

Segundo o jornal ‘Yomiuri’, Tominaga é natural de Hiroshima e nada desde os tempos da faculdade, uma atividade que foi pausada depois da formatura e retomada após a aposentadoria.

Entre as conquistas do japonês como nadador, está o intento de atravessar o Estreito de Bósforo, na Turquia, em 2009. Depois, em 2013, Tominaga tentou cruzar o Estreito de Calais, que divide a França e o Reino Unido. Mas, infelizmente, não consegui completar o trajeto.

Antes de Tominaga, o nadador mais velho a atravessar o Estreito de Tsugaru foi o mexicano Antonio Argüelles, em 2015, que completou o trajeto aos 56 anos de idade. Argüelles levou aproximadamente 12 horas e 30 minutos para completar o percurso, tempo que Tominaga surpreendentemente conseguiu reduzir para menos de 10 horas.

Os nadadores mais experientes se propõem a realizar os chamados “Oceans Seven”, sete travessias que incluem a do estreito de Gibraltar e do Canal da Mancha, explica a Associação Mundial de Nadadores de Águas Abertas (WOWSA, na sigla em inglês).

O primeiro a cruzar o estreito de Tsugaru, povoado de tubarões, medusas e lulas, foi o atleta americano David Yudovin em 1990.

Comentários