Esportes Notícias

Governadora de Tóquio viaja ao Rio para encerramento da Paralimpíada

Yuriko Koike (Foto: Kyodo)

Koike partiu hoje do aeroporto de Haneda. Ela pretende observar mais atentamente as instalações olímpicas no Rio.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, partiu do Japão nesta quinta-feira (15) rumo ao Brasil para participar da cerimônia de encerramento da Paralimpíada do Rio de Janeiro, que acontecerá no próximo domingo, informou a imprensa japonesa.

A agenda da governadora inclui um encontro com o prefeito Eduardo Paes,o que será o segundo após Koike visitar o Rio para o encerramento das Olimpíadas. Há ainda  previsão de uma reunião com o governador interino do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, além de políticos e empresários, ressalta a agência de notícias ‘Kyodo’.

Segundo a emissora pública ‘NHK, Koike pretende usar os quatro dias de estada no Rio para “observar mais atentamente as instalações olímpicas”, visando a preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Antes de partir do aeroporto de Haneda, na capital japonesa, Koike disse à repórteres que espera visitar o máximo possível de instalações, incluindo a vila dos atletas, além de assistir a diversas competições.

A viagem da governadora ocorre em meio ao embate envolvendo a questão da descontaminação do novo local que irá substituir o mercado de Tsukiji, maior mercado de pescados do mundo.

De acordo com a ‘NHK’, o solo do novo mercado de Toyosu se encontrava contaminado por produtos químicos provenientes de uma usina de gás que funcionava anteriormente no mesmo local.

O governo da capital japonesa havia prometido aterrar toda a área com solo limpo, como parte dos esforços de descontaminação. No entanto, foi revelado, recentemente, que o solo limpo não foi depositado sob diversas construções importantes.

Koike afirmou ter se encontrado ontem (14) com o representante de um grupo de especialistas em qualidade do solo e da água. O painel de especialistas foi estabelecido anteriormente pelo governo de Tóquio para estudar medidas de descontaminação no novo local.

Ainda de acordo com a ‘NHK’, a governadora expressou seu desejo de que os especialistas se reúnam novamente o mais rápido possível, incumbindo-lhes a responsabilidade de encontrar uma solução para fornecer condições de segurança no local do futuro mercado.

Inicialmente, a transferência do mercado de Tsukiji estava prevista para novembro deste ano, com sua inauguração programada para o dia 7 do mesmo mês, o que agora se tornou variável por conta da contaminação no local.

Caso consigam realizar a descontaminação, o maior mercado de peixes do mundo passará a funcionar em uma área abrangendo cerca de 40 hectares na ilha de Toyosu (baía de Tóquio). O local fica a apenas alguns quilômetros ao sul da localização atual do Mercado Tsukiji que, após a transferência, passará a funcionar com o nome de Mercado Toyosu, segundo a agência ‘Kyodo’.

Comentários