Esportes

Em final emocionante, brasileiras Martine e Kahena levam ouro na vela

Foto: Reprodução/Twitter/Brasil 2016

O último dia da vela foi emocionante e reservou a medalha de ouro para o Brasil.

Martine Grael e Kahena Kunze garantiram o lugar mais alto do pódio na classe 49erFX nesta quinta-feira (18), último dia da competição da vela nos Jogos  Olímpicos do Rio de Janeiro. A dupla proporcionou uma final emocionante ao chegar com vantagem de apenas dois segundos para a dupla vice-campeã, da Nova Zelândia.

O último dia da vela reservou a medalha de ouro para o Brasil. Martine Grael e Kahena Kunze terminaram a regata das medalhas em primeiro lugar, numa chegada disputadíssima, com vantagem de só dois segundos para a dupla vice-campeã, da Nova Zelândia, e garantiram o lugar mais alto do pódio na classe 49erFX.

As brasileiras tinham que terminar na frente das neozelandesas, das espanholas e das dinamarquesas para ficar com o ouro. Os metros finais da regata foram disputados com emoção com as neozelandesas, que cruzaram em segundo, muito perto do barco de Martine e Kahena. O bronze ficou com a Dinamarca.

A disputa da regata aconteceu, pela primeira vez nesta campanha, na raia Pão de Açúcar, conhecida por ventos mais instáveis por causa da proximidade da montanha. O local foi escolhido pela organização por causa das dificuldades técnicas, mas também pela proximidade do público, que acompanhou os a disputa dos barcos da praia do Flamengo.

Martine é filha do coordenador técnico da equipe brasileira, Torben Grael, dono de cinco medalhas olímpicas (dois ouros, uma prata e dois bronzes) e sobrinha de Lars Grael, (dois bronzes olímpicos, hexacampeão brasileiro na Star e campeão mundial da classe em 2015). Kahena também conhece o mar desde menina – o pai dela, Claudio Kunze, foi campeão mundial júnior da classe Pinguim.

Fontes: Rio 2016 | O Globo.

Comentários