Mais Esportes Sociedade

Torcida japonesa dá um verdadeiro exemplo de educação na Arena Pernambuco

Após o término do jogo entre Japão e Costa do Marfim, a torcida japonesa coletou e ensacou o lixo nas arquibancadas do estádio.

Do Mundo-Nipo

Na noite do último sábado, após a derrota da seleção do Japão para Costa do Marfim, por 2 a 1, os torcedores japoneses deram um verdadeiro exemplo de educação e civilidade.

 

Torcida japonesa limpa arquibancada da Arena Pernambudo (Fotos: Reprodução/Facebook)

O ato foi automático, parecendo que todos se conheciam e já haviam combinado a limpeza (Fotos: Reprodução/Facebook)

 

Logo depois do apito final da partida, a torcida japonesa prontamente ajudou a coletar e ensacar o lixo produzido por eles nas arquibancadas da Arena Pernambuco – um ato raro, se não único, no Brasil.

Funcionários do estádio, bem como outras pessoas presentes no local, surpreenderam-se ao ver um mutirão de japoneses fazendo a inesperada (para eles) limpeza.

O ato foi automático, parecendo que todos se conheciam e já haviam combinado a limpeza, o que não é o caso, pois é algo natural e faz parte da cultura japonesa “jamais” sujar áreas públicas, ou qualquer outro local que seja.

Um grande exemplo disso é o título de “cidade mais limpa do mundo” que a capital japonesa ostenta. A educação em Tóquio é tamanha que, praticamente, não existe latas de lixo nas ruas, muito menos multa, pois trata de uma população extremamente educada.

O mais interessante do lixo no Japão é que em outras cidades grandes, como Osaka, pode até ser encontrada uma ou outra pequena sujeira no chão, o que é um tanto raro. Em Tóquio, no entanto, nada é encontrado – pode parecer surreal, mas é a pura verdade.

Na capital japonesa, praticamente, não existe latas de lixo em calçadas conforme no Brasil, o que pode se achar é somente as latas de lixo em frente a algumas lojas de conveniência. Isso porque os japoneses carregam seu lixo na mão ou em um saco até chegar em casa para poder separá-lo devidamente nas tantas categorias de lixo destinadas a reciclagem.

​Cada região tem suas normas. Em alguns lugares são mais de dez categorias, desde tampinha de garrafa a eletrodomésticos pequenos. Em Yokohama, por exemplo, os moradores recebem um manual com quase 30 páginas sobre como separar o seu lixo.

A impressão do mundo para com os japoneses é a melhor possível. Isso pode ser constatado em uma pesquisa, na qual revela que a ‘educação’ e a ‘limpeza’ estão entre os 10 adjetivos que os estrangeiros escolheram para caracterizar os japoneses.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*