Sumô

Cerimônia no santuário Meijijingu marcou a promoção de Harumafuji a yokozuna

O mongol Harumafuji tornou-se o 70º yokozuna depois de vencer dois grandes torneios de sumô consecutivos.

Do Mundo-Nipo

 

A cerimônia de promoção do lutador de sumô, o mongol Harumafuji, à yokozuna “Grande campeão”, foi realizada no santuário Meijijingu, em Tóquio, no dia 28 de setembro.

Ele recebeu uma carta de recomendação para o novo posto do presidente da Associação Japonesa de Sumô, Kitanoumi.

 

Harumafuji realizando o seu primeiro dohyoiri (Foto: Shiro Nishihata)

 

Harumafuji realizou seu primeiro dohyoiri ao estilo Shiranui – dohyoiri é uma cerimônia de entrada no anel/ringue.

“Eu tive como objetivo realizar um belo dohyoiri”, disse Harumafuji após a cerimônia em uma coletiva à imprensa.

O mongol Harumafuji tornou-se o 70º yokozuna depois de vencer dois grandes torneios de sumô consecutivos. Eles foram detidos em julho e setembro com um incrível recorde de 15-0 em cada um dos torneios – Harumafuji está invicto a 31 lutas.

Harumafuji refletiu sobre o seu status como yokozuna, o maior posto no sumô.

“Eu vou fazer o meu melhor, com todo o meu coração”, concluiu Harumafuji na coletiva, divulgado pelo Jornal Asahi Shimbun.

Agora, os torneios de sumô terão dois yokozuna, o grande campeão Hakuho e, o mais recente promovido ao maior posto do sumô, Harumafuji, ambos mongóis. Hakuho reinou sozinho como yokozuna durante dois anos e meio, depois que Asashoryu, 68º yokozuna, também da Mongólia, se aposentou.

Os japoneses depositam suas esperanças, de voltar a ter um yokozuna japonês, em seus dois ozeki, Kotoshogiku e Kisenosato, sendo este último, o que tem mais possibilidade (técnica e força) de conquistar torneios e, quem sabe, colocar o Japão novamente no posto mais alto do sumô – dos 70 yokozunas até hoje, 65 foram japoneses.

No ano de 1998, Wakanohana foi o último japonês a alcançar o posto de yokozuna, mas infelizmente teve uma breve carreira que foi interrompida devido a fortes lesões. Contudo, o irmão mais novo de Wakanohana, o 65º yokozuna Takanohana, foi o último japonês neste posto, que se aposentou em 2003 e, desde então, nunca mais o Japão voltou a figurar no posto mais alto do esporte nacional japonês.

 

Lista dos yokozuna estrangeiros:

Akebono, 64º yokozuna (havaiano)

Musashimaru, 67º yokozuna (havaiano)

Asashoryu, 68º yokozuna (mongol)

Hakuho, 69º yokozuna (mongol)

Harumafuji, 70º yokozuna (mongol)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários