Meio ambiente e Energia

Mais de 80% das residências de 58 cidades em torno de Fukushima continuam radioativas

O Ministério do Meio Ambiente divulgou que das 100 mil residências, do programa de descontaminação radioativa, apenas cerca de 17 mil foram descontaminadas.

Do Mundo-Nipo

O programa de descontaminação radioativa lançado pelo Governo japonês, na sequência do desastre nuclear do ano passado na usina de Fukushima Daiichi, não foi concluído em mais de 80 por cento das residências, informou a NHK World News.

 

Das 100 mil residências marcadas para a remoção de substâncias radioativas, apenas cerca de 17 mil foram descontaminadas (Imagem reprodução NHK World News)

 

O Ministério do Meio Ambiente do Japão fez um levantamento para averiguar o andamento do programa, financiado pelo governo, para a remoção das substâncias radioativas por 58 cidades de sete prefeituras nos arredores de Fukushima, a partir do final de agosto.

Foi divulgado que o trabalho tinha sido concluído em 69 por cento das Instituições Educacionais, como escolas e creches, das que estavam programadas para descontaminação.

Das estradas e rodovias programadas para a limpeza, praticamente mais da metade foram descontaminadas, registrando um total de 51 por cento de estradas limpas.

Entretanto, o Ministério descobriu que das 100 mil residências marcadas para a remoção de substâncias radioativas, o processo foi concluído em apenas cerca de 17 mil residências ou seja, somente 18 por cento foram descontaminadas.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários