Meio ambiente e Energia

Japão vai intensificar esforços para silenciar rumores de radiação em alimentos

Consumidores ainda evitam de comprar produtos provenientes de Fukushima.

Do Mundo-Nipo

Usina Fukushima Daiichi (Foto: Aflo Images)

Parte da usina Fukushima Daiichi está sendo desmantelada (Foto: Aflo Images)

O governo japonês pretende intensificar os esforços para silenciar rumores infundados de radiação em alimentos causada pela crise nuclear em Fukushima Daiichi.

As vendas de produtos agrícolas da província de Fukushima, onde a usina danificada está localizada, foram severamente contaminados após a eclosão da crise nuclear. Mas apesar de testes recentes comprovarem a segurança dos alimentos, consumidores ainda evitam de comprá-los.

Por este motivo, a Agência de Assuntos do Consumidor criou uma força-tarefa para promover a compreensão da segurança alimentar e radioatividade.

De acordo com informações do jornal Nikkei, no mês passado um levantamento para avaliar a compreensão dos consumidores  foi realizado com um total de 5 mil pessoas nas regiões de Tohoku, Kanto, Chubu e Kinki.

A agência também estudou as mudanças nos embarques e preços nos produtos de Fukushima após o acidente, exabinando cerca de 15 distribuidores e operadores de restaurantes.

No próximo mês o governo vai divulgar os resultados da investigação e concluir medidas específicas.

O governo central deve auxiliar as províncias a informarem os consumidores sobre as normas de segurança sobre a contaminação radioativa, através de seminários e encontros informais.

 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente em mundo-nipo.com/meio-ambiente-e-energiaSiga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários