Meio ambiente e Energia Meteorologia

Terremoto de 4,7 graus atinge leste do Japão; 2º tremor acima de 4 graus em 2 dias

Trata-se do 2º tremor com intensidade acima de 4 graus em dois dias, conforme as previsões de um especialista, que prevê mais 2 terremotos no país até o dia 14.

Atualizado em 09/06/2015 – 07h01


Do Mundo-Nipo

Um terremoto de magnitude 4,7 graus na escala Richter atingiu nesta terça-feira (hora local) a província de Ibaraki, no leste do Japão, e foi sentido em outras províncias da região, principalmente em Tochigi, Gunma e Saitama, informou a Agência Meteorológica do Japão (JMA, sigla em inglês). Trata-se do segundo tremor com intensidade acima de 4 graus em dois dias, conforme as previsões de um especialista, que prevê ainda mais dois terremotos no país até o dia 14 deste mês.

De acordo com a JMA, o tremor ocorreu às 05h45 de terça-feira (17h45 de segunda-feira no horário de Brasília), com epicentro registrado ao sul de Ibaraki, a uma profundidade de 50 quilômetros. A agência disse que não há risco de tsunami, mas alertou para a possibilidade de réplicas (tremores secundários) na região.

Terremoto atinge o leste do Japão em 09-06-2015 (Imagem: Reprodução/JMA)

O mapa mostra o epicentro do terremoto e as áreas afetadas (Imagem: Reprodução/JMA)

O abalo foi sentido mais intensamente na cidade de Mooka, em Tochigi, atingindo intensidade máxima de 4 na escala japonesa, que vai até 7. A magnitude de 4,7 graus da escala Richter equivale à intensidade do terremoto no epicentro. Já a escala japonesa considera o nível de abalo sentido na superfície da terra.

Nas cidades de Mito, Hitachi, Tsuchiura e Koga (Ibaraki), Utsunomiya e Tochigi (Tochigi), Ora (Gunma), Saitama, Kumagaya, Kasukabe (Saitama) e Kashiwa (Chiba), o tremor teve intensidade de 3 graus na escala japonesa, conforme informou a Agência.

O abalo também foi sentido em outras regiões do país, mas em menor escala. Algumas áreas nas províncias de Yamanashi e Shizuoka, no centro, e de Fukushima, no nordeste, o tremor teve intensidade de um a dois graus na escala japonesa. Até o momento, autoridades locais não relataram sobre vítimas ou danos a edificações.

O Japão faz parte do chamado ‘Anel de Fogo do Pacífico’, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos com relativa frequência, por isso possui uma infraestrutura que foi desenvolvida para resistir tremores que poderiam ser fatais em outras partes do mundo.

Previsão de terremotos
O terremoto de hoje é o segundo consecutivo em escala acima de 4 graus num espaço de dois. Além disso, está em conformidade com as previsões do professor Masashi Hayakawa, da Universidade de Comunicação Eletrônica.

Na semana passada, Hayakawa anunciou quatro previsões de tremores que poderiam ocorrer até o próximo dia 14. A primeira previsão de Hayakawa alertava para um tremor de magnitude de 5,0 (em terra) e de 5,5 graus (no mar) que poderia ocorrer entre Hokkaido e Iwate.

Apesar de ter errado a previsão em um dia, Hayakawa acertou com precisão o local e a magnitude do tremor. Isso porque, na segunda-feira (8), um terremoto de magnitude 5,5 foi sentido em Aomori, Iwate, e Hokkaido.

Outra previsão do professor era de um abalo de 5,0 graus que poderia ocorrer entre Fukushima e Ibaraki até o dia 14. Com o tremor de hoje, o especialista mais uma vez acertou a data e o epicentro, errando por muito pouco a magnitude, em 0,3 graus.

Ainda de acordo com Hayakawa, ainda poderá ocorrer um terremoto de 5,0 graus entre Tottori e Shimane e outro de 5,0 entre Wakayama e Tokushima nesta semana.

Hayakawa explicou que suas previsões são feitas através de uma técnica que analisa dados da ionosfera. O estudo do especialista foi publicado pelo jornal “Yukan Fuji”, no início da semana passada.

(Com informações da agência Kyodo e da Revista Alternativa)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários