Meio ambiente e Energia

Japão piora posição no índice global de Desempenho de Mudanças Climáticas

O país está entre os principais emissores de gases que causam o efeito estufa, à frente de China e EUA.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

Os esforços do Japão para combater a mudança climática não têm surtido o efeito desejado, já que o país está entre os principais emissores de gases que causam o efeito estufa, colocando-se em 53º lugar em uma pesquisa anunciada no Peru, onde está acontecendo uma convenção com os integrantes das Nações Unidas para evitar que alterações climáticas agravem o aquecimento global.

O Índice de Desempenho de Mudanças Climáticas dos 58 maiores emissores de gases de efeito estufa, compilado por um grupo de pesquisa liderado pelo think tank alemão Germanwatch, foi anunciado na segunda-feira (8), durante a 20ª sessão da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), em Lima, no Peru.

O Japão caiu três posições no ranking, de 50º lugar no ano passado para 53º este ano, um resultado que foi atribuído ao seu aumento das emissões de gases que causam o efeito estufa, se classificando pior do que outros grandes emissores, como os Estados Unidos (44º) e China (45º).

Os três primeiros lugares no ranking foram deixados vazios para enfatizar o fato de que os esforços dessas nações não têm sido suficientes para alcançar a meta global que, segundo o relatório da pesquisa, “é menos de um aumento de 2 graus na temperatura em comparação com o surgimento da Revolução Industrial”.

A adoção de políticas para aumentar a energia renovável deram a Dinamarca uma pontuação de 77,76, colocando-a no ponto mais alto do ranking, em quarto lugar pelo terceiro ano consecutivo, seguida pela Suécia e Grã-Bretanha. Já a Austrália se posicionou na pior colocação entre os países industrializados, em 60º lugar.

O índice é calculado a partir de dados sobre as emissões, o uso de energia renovável e eficiência energética, combinada com uma avaliação das políticas de cada país no combate às alterações climáticas.

A pontuação do Japão este ano caiu para 45,07 – no ano passado era de 47,21. Na última quinta-feira, o Ministério do Meio Ambiente anunciou que as emissões de gases de efeito estufa no Japão durante o ano fiscal de 2013 foram as piores já registradas, tendo subido para o equivalente a 1.395 milhões de toneladas de dióxido de carbono, um nível próximo ao emitido pela China em 2012.

== Kyodo


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*