Meio ambiente e Energia

ARN não deve permitir reinício do reator nuclear de Monju

A ARN espera que a operadora do reator mude suas normas de manutenção.

Do Mundo-Nipo

A Autoridade Regulamentadora Nuclear (ARN) do Japão está considerando não permitir que a operadora do reator nuclear de Monju retome as operações antes da gestão de segurança ser melhorada, informaram fontes próximas ao assunto nesta segunda-feira, conforme divulgou a agência Kyodo.

 

Usina nuclear Monju (Foto: Wikimedia Commons)

Usina nuclear Monju (Foto: Wikimedia Commons)

 

A decisão esperada, vinda depois das revelações do ano passado de que as verificações regulares de segurança haviam sido ignoradas, exigirá da Agência de Energia Atômica do Japão, operadora do reator de 280 mil quilowatts em Tsuruga, província de Fukui, que mude suas normas de manutenção e planos de inspeção.

Embora os detalhes ainda precisem ser trabalhados, sob ordem da ARN a operadora não seria capaz de substituir o combustível nuclear ou mover barras de controle – um importante trabalho para reiniciar o reator, que foi desativado desde um acidente em agosto de 2010.

 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente e Energia em mundo-nipo.com/meio-ambiente-e-energiaSiga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários