Meio ambiente e Energia

Nova ilha vulcânica surgida ao sul de Tóquio continua crescendo

O governo está acompanhando de perto com a intenção de reconhecer a ilhota como território japonês.

Do Mundo-Nipo

A recém-formada ilha japonesa a cerca de mil quilômetros ao sul de Tóquio, que surgiu a partir de uma erupção vulcânica há cerca de um mês, continua crescendo devido à forte e persistente atividade vulcânica, informou a Guarda Costeira do Japão.

 

Nova ilha vulcânica do Japão (Foto: The Asahi Shimbun)

A nova ilha está localizada ao sudeste da desabitada ilha vulcânica de Nishinoshima, que faz parte do pequeno arquipélago de Ogasawara (Foto: The Asahi Shimbun)

 

Em 21 de novembro, a Guarda Costeira japonesa confirmou que a nova ilha media cerca de 200 metros de diâmetro. Uma semana depois foi observada que a formação já havia crescido mais de 20 metros de altura.

Como o fluxo de lava ainda continua ativo, a nova ilha agora já possuiu uma área de 400 metros de leste a oeste e 300 metros de norte a sul, de acordo com a última medição da Guarda Costeira japonesa.

Localizada ao sudeste da desabitada ilha vulcânica de Nishinoshima, que faz parte do pequeno arquipélago de Ogasawara, a nova ilha ainda não foi nomeada, dado ao fato de seu constante crescimento e a possibilidade de que se unirá com essas ilhas que são afastadas da principal ilha do Japão.

Como a atividade vulcânica continua, o governo está acompanhando de perto com a intenção de reconhecer a ilhota como território japonês, o que irá expandir as águas territoriais do país por várias centenas de metros.

Segundo a guarda costeira, é esperado que a nova ilha seja permanente, já que, aparentemente, o magma se solidificou e endureceu na superfície.

A temperatura na superfície da ilha é de cerca de 1.000 graus Celsius e a atividade deve continuar por um tempo, o que irá fazer com que a ilha cresça ainda mais.

As informações são das agências japonesas JIJI e do Jornal The Japan Times.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários