Meio ambiente e Energia

ARN deve proibir reinício do reator nuclear de Monju

A opera do reator disse que não vai se opor a decisão da autoridade.

Do Mundo-Nipo

A Autoridade Regulamentadora Nuclear (ARN) do Japão vai decidir oficialmente no dia 29 de maio se emitirá uma ordem proibindo efetivamente o reinício do  reator de Monju, devido a uma série de problemas com a gestão de segurança, informaram fontes próximas nesta quinta-feira.

 

Usina nuclear Monju (Foto: Wikimedia Commons)

Usina nuclear Monju (Foto: Wikimedia Commons)

 

A Agência de Energia Atômica do Japão (AEAJ), que opera o reator de Monju, emitiu um comunicado à ARN na última quarta-feira  dizendo que não vai se opor a decisão da autoridade, uma vez que “leva o julgamento à sério” e vai compromete-se em melhorar a sua gestão de segurança “o mais breve possível”.

Sob a decisão, a operadora, que tinha como objetivo retomar as operações de Monju até o final de março do próximo ano, será impedida de participar dos trabalhos preparatórios para o reinício até que reconstrua a sua manutenção do sistema e gestão de instalação.

As informações são da agência Kyodo.

 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente e Energia em mundo-nipo.com/meio-ambiente-e-energiaSiga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários