Meio ambiente e Energia

Austrália pede parada imediata de caça às baleias do Japão

Representantes legais australianos disseram que a pesquisa baleeira japonesa é um disfarce.

Do Mundo-Nipo

A Austrália pediu nesta quarta-feira em tribunal da União das Nações Unidas (ONU) que o Japão pare imediatamente de caçar baleias no Oceano Antártico.

 

Yushin Maru capturando baleia (Foto: Customs and Border Protection Service, Commonwealth of Australia)

Yushin Maru capturando baleia (Foto: Customs and Border Protection Service, Commonwealth of Australia)

 

Representantes legais australianos disseram que a pesquisa baleeira japonesa é um disfarce, sendo na verdade uma caça comercial proibida pelo direito internacional.

A Corte Internacional de Justiça de Haia, na Holanda, iniciou audiências no caso na quarta-feira. Austrália entrou com uma ação em 2010.

A equipe australiana argumentou que o Japão pratica caça comercial de baleias, matando centenas todos os anos e vendendo a carne no mercado.

Eles exigiram a suspensão da pesquisa, afirmando que o Japão ainda não respondeu por que precisa matar baleias para realizar pesquisas.

Os pesquisadores japoneses devem informar ao tribunal que a finalidade do estudo é pesquisar a ecologia da baleia e que já produziu resultados.

A audiência está prevista para terminar no dia 16 de julho. O tribunal de 16 juízes deve anunciar a decisão no fim do ano.

As informações são da rede NHK.

 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente em mundo-nipo.com/meio-ambiente-e-energiaSiga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*