Inovação Meio ambiente e Energia

Japão desenvolve sistema ultrarrápido de análise de radiação em água

O novo sistema analisa “3.500 litros de água em apenas 20 minutos”, enquanto os atuais levam “três horas” para analisar dois litros de água.

Do Mundo-Nipo

Duas empresas japonesas desenvolveram um equipamento que promete analisar em pouco tempo a presença de césio radioativo em grandes quantidades de água, de acordo com uma matéria publicada ontem pelo jornal japonês ‘The Asahi Shimbun’.

 

Equipamento ultraveloz de análise de radiação em água (Foto: Fornecida pela Kajima Corp.)

O o novo equipamento possuiu a forma de uma caixa, com 2,2 por 2,7 metros (Foto: Fornecida pela Kajima Corp.)

 

O sistema foi desenvolvido pelo grupo de engenharia civil Kajima em conjunto com a companhia Nikkin Flux. Segundo seus desenvolvedores, o equipamento é capaz de analisar um volume de água 1.800 vezes maior do que os dispositivos atuais. Além disso, a velocidade do sistema é duas vezes mais rápido do que os utilizados hoje em dia, segundo explicaram as duas empresas para o ‘Asahi’.

O dispositivo possuiu a forma de uma caixa (com 2,2 por 2,7 metros) e tem capacidade para medir os níveis de césio em 3.500 litros de água em aproximadamente 20 minutos, o que faz dele o mais rápido do mundo.

Para se ter uma ideia da rapidez do novo equipamento, basta comparar com os sistemas existentes, que podem levar mais de três horas para analisar apenas dois litros de água.

Ambas as companhias esperam que a tecnologia possa ser utilizada no trabalho de desmantelamento da usina nuclear de Fukushima e na descontaminação da região onde a central está localizada.

A grande quantidade de água contaminada, que muitas vezes vai parar ao oceano Pacífico, são um dos principais desafios que restam para resolver na acidentada usina nuclear, atingida pelo gigantesco tsunami que foi gerado após o terremoto em 11 de março de 2011.

O acidente nuclear em Fukushima é o pior desde Chernobyl, na Ucrânia, em 1986, que provocou a evacuação de milhares de pessoas que viviam em torno da usina, afetando ainda a agricultura, pecuária e pesca local.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários