Meio ambiente e Energia

Japão e EUA vão trabalhar juntos para monitorar urânio em Fukushima Daiichi

O Japão é obrigado a informar para AIEA a quantidade de materiais nucleares na usina.

Do Mundo-Nipo

O Japão e os Estados Unidos começaram a trabalhar conjuntamente no desenvolvimento de tecnologias para medir a quantidade de urânio e plutônio contido no combustível derretido na usina nuclear Fukushima Daiichi.

O Japão é obrigado a informar para  Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) a quantidade de materiais nucleares na usina e mostrar que nada está sendo convertido para o uso bélico.

O monitoramento de substâncias radioativas em Fukushima Daiichi deve iniciar em 2020, conforme o calendário de desmantelamento dos reatores, informou a Agência de Energia Atômica do Japão e o Departamento de Energia dos EUA, principais responsáveis pelo projeto.

As informações são da agência Kyodo.

 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente em mundo-nipo.com/meio-ambiente-e-energiaSiga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários