Meio ambiente e Energia

Japão cancela ordem de evacuação em algumas áreas de Minamisoma

A medida envolve 152 lares na cidade que foi uma das mais afetadas pelo desastre nuclear em 2011.

Do Mundo-Nipo

O governo japonês cancelou a última de suas recomendações de evacuação na província de Fukushima para os locais denominados “hot spots”, que apresentam altos níveis de radiação.

A medida, que entrou em vigor no domingo (28), envolve 152 lares na cidade de Minamisoma, localizada a cerca de 20 quilômetros da danificada usina nuclear Fukushima Daiichi.

O governo afirma que os níveis de radiação nesses pontos caíram para um patamar abaixo de seus padrões.

Autoridades emitiram, há 3 anos, recomendações de evacuação para lares em áreas com altos níveis de radiação. Essas áreas são à parte das zonas de evacuação, que continuam em vigor.

O governo de Minamisoma, no entanto, afirma que cerca de 80% dos moradores, que foram afetados pela designação de “hot spot”, não têm retornado às suas casas.

De acordo com a NHK News, os moradores continuarão a receber mensalmente uma indenização no valor de 100 mil ienes, ou cerca de 830 dólares, até março do próximo ano.

A quantia é subsidiada pela Companhia de Energia Elétrica de Tóquio (Tokyo Electric Power Company – Tepco), operadora da usina nuclear Fukushima Daiichi, que entrou em colapso após ter seus reatores atingidos por um tsunami em março de 2011, causando a pior crise nuclear desde Chernobyl.

Fonte: NHK World News.

 

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários