Meio ambiente e Energia Notícias

Epidemia suína já matou mais de 5 mil porcos no Japão

O ministério disse que cerca 32 mil porcos já foram infectados com o vírus PED, que é fatal para suínos jovens.

Do Mundo-Nipo

Uma doença altamente contagiosa entre suínos está se propagando no Japão, onde mais de 30 mil porcos foram infectados e cerca de 5 mil já morreram em menos de quatro meses, informou a imprensa japonesa.

 

Criação de porcos (Foto: Aflo Images)

O vírus, que causa diarreia, vômitos severos e perda de apetite, é fatal apenas para suínos jovens (Foto: Aflo Images)

 

Segundo o Ministério da Agricultura, a doença, conhecida por Diarreia Epidêmica Suína (PED, na sigla em inglês), começou a se propagar após um caso ter sido registrado em Okinawa em outubro do ano passado. Trata-se do primeiro registro da doença no Japão em sete anos, de acordo com a emissora pública NHK.

Segundo os dados divulgados pelo ministério, até a última segunda-feira, aproximadamente 32 mil porcos haviam sido infectados nas províncias de Okinawa, Kagoshima, Miyazaki e Ibaraki. Pelo menos 5 mil animais já morreram.

O vírus, que causa diarreia, vômitos severos e perda de apetite, é fatal apenas para suínos jovens (antes de completar um mês de nascido), e não representa ameaça à saúde humana ou à segurança dos alimentos, de acordo com o ministério.

Entretanto, se o vírus não for contido, os prejuízos recairão sobre os criadores, o que acarretará a alta nos preços da carne suína, que é amplamente consumida no país.

Para evitar a propagação da doença, o ministério pediu aos produtores de suínos para redobrar as práticas de segurança, incluindo desinfetar equipamentos, uniformes e, principalmente, os calçados de trabalhadores. Mas muitos dizem que a doença é difícil de evitar.

No dia 13 de janeiro, a Agência Estado noticiou que o mesmo vírus também tem perturbado a indústria dos Estados Unidos, impulsionando as cotações no mercado de US$ 9 bilhões de futuros de suínos e ameaçando elevar preços aos consumidores de alimentos. O vírus, que já se espalhou para propriedades de 22 Estados dos EUA, está diminuindo a oferta de carne suína e levando alguns traders e investidores a apostar que os preços dos suínos podem bater recordes este ano.

Ainda de acordo com a Agência Estado, esse vírus apareceu nos Estados Unidos pela primeira vez em abril do ano passado, onde já matou milhares de leitões desde então. A cepa que tem se propagado nos Estados Unidos é quase idêntica a uma versão que restringiu a produção de suínos na China, em 2012.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*