Meteorologia

Tufão Goni arranca carros e postes do chão no sul do Japão

Ventos de até 255km/h fizeram carros voar pelos ares, derrubaram árvores e vários postes, o que deixou 23 mil casas sem energia em Okinawa.

Do Mundo-Nipo

O potente tufão Goni deixou nesta segunda-feira (24) pelo menos oito feridos e mais de 23 mil lares sem luz durante sua passagem por Okinawa, ilha ao sul do Japão, de acordo com a imprensa japonesa e internacional.

Segundo informaram autoridades locais, todos os feridos sofreram quedas e foram atingidos por objetos relacionados com as fortes rajadas de vento provocadas pela tempestade, conforme noticiou a emissora pública “NHK”.

Imagens divulgadas pela “Globo News“, da emissora brasileira Rede Globo, os fortes ventos, de até 255km/h, arrastaram um grande número de carros, com muitos deles chegando a voar pelos ares. Os ventos também derrubaram árvores, semáforos e muitos postes, com várias linhas de transmissão de energia praticamente arrancadas do solo, o que provocou corte de energia em cerca de 23,9 mil residências na região.

Goni (15° tufão da temporada deste ano no Japão), que deixou cerca de 15 mortos em sua passagem pelas Filipinas, registrou rajadas de vento de até 255 km/h na ilha de Ishigaki, a oeste de Okinawa, Na ilha de Izena, a noroeste, foram registradas precipitações de 51,5 milímetros por uma hora durante a tarde, segundo dados da Agência Meteorológica do Japão (JMA).

Os efeitos da tempestade de vento afetaram o tráfego aéreo na região, onde foram cancelados 250 voos e para amanhã são esperados outros 60 cancelamentos. O tufão também fez com que a companhia ferroviária JR Kyushu cancelasse hoje todos seus trens locais e de alta velocidade.

Goni, qualificado pelo organismo meteorológico como “muito forte”, se desloca a cerca de 40 km/h em direção noroeste, com uma pressão atmosférica de 940 milibares perto do centro, segundo dados da JMA.

A agência japonesa advertiu que a tempestade de vento conservará sua força enquanto se aproximar das ilhas de Amami e Kyushu, onde esperam que chegue na terça-feira de manhã (horário local). Qualificado como “muito forte”, Goni está a 90 km ao oeste da ilha Kume e segue para essa região a uma velocidade de 90 km/h, com ventos sustentados em 150km/h e picos de até 252 km/h, de acordo com o último boletim da JMA.

O organismo japonês prevê que o tufão provoque mar revolto e chuvas copiosas de mais de 80 milímetros por hora nestas regiões e em Okinawa, e pediu aos residentes que se mantenham alerta perante possíveis deslizamentos de terra, inundações e queda de raios.

Além disso, como se não bastasse ser atingido pelo poderoso Goni, o arquipélago japonês está sob a ameaça de outro grande tufão, o Atsani (16º da temporada). No fim de semana, o tufão passou próximo das Ilhas Izu e das ilhas Ogasawara, a cerca de mil quilômetros ao sul de Tóquio. Apesar disso, o fenômeno que se encontra ao leste do Japão segue em direção norte e está se afastando das ilhas no momento.

A Agência Japonesa, no entanto, alertou que a instabilidade do tempo no litoral leste do país deve continuar, com fortes ventos e mar revolto nesta segunda-feira, devendo se prolongar até terça-feira (25) ou quarta-feira (26).

*Confira o deslocamento dos dois tufões no site oficial da Agência Meteorológica do Japão.

Fontes: NHK News| Globo News | Agência Meteorológica do Japão.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários