Meteorologia

Tufão Goni afeta serviços de transporte e deixa milhares sem luz no Japão

Cerca de 300 voos foram cancelados, enquanto grande parte dos trens de alta velocidade e linhas locais sofreu interrupções no sudoeste do Japão.

Do Mundo-Nipo

O potente tufão Goni deixou pelo menos 20 feridos e quase meio milhão de pessoas sem energia elétrica durante sua passagem pelo sudoeste do Japão entre segunda-feira (24) e esta terça-feira (25). A tormenta também afetou grande parte dos serviços de transporte na região, que teve 300 voos cancelados e interrupções nos trens de alta velocidade.

Segundo informaram autoridades locais, 20 pessoas sofreram ferimentos, a maioria delas devido a veículos que foram tombados ou arrastados pelos fortes ventos, segundo informou a agência de notícias “Kyodo”.

A Companhia de Energia Elétrica de Kyushu (Kyushu Electric Power) informou que o fenômeno meteorológico afetou várias linhas de transmissão de energia, deixando cerca 470 mil famílias temporariamente sem luz em Kyushu (terceira maior ilha do arquipélago japonês), no sul do país.

Com isso, as autoridades locais recomendaram a milhares de moradores a deixar suas casas. Em Fukuoka, cerca de 4 mil pessoas foram buscar abrigo em centros comunitários.

A tormenta também afetou de forma massiva os serviços de transportes na região. Cerca de 300 voos foram cancelados no sudoeste do país, a maioria deles procedentes ou destinados a Kyushu, enquanto grande parte dos trens de alta velocidade (Shinkansen – Trem-bala) e de linhas locais que conectam esta região a outras do país sofreram atrasos ou interrupções.

De acordo com a Agência Meteorológica do Japão (JMA, na sigla em inglês), às 11h45 locais desta terça-feira (23h45 de segunda-feira em Brasília), o Goni estava a cerca de 200 km ao norte da cidade de Fukuoka, na ilha de Kyushu, e se afastava em direção nordeste do arquipélago, segundo a Agência Meteorológica japonesa (JMA, na sigla em inglês).

Classificado pela JMA como “forte”, Goni (15º tufão da temporada de 2015 no Japão) ainda mantém em estado de alerta grande parte das regiões do sul e do oeste do país, devido ao risco de fortes chuvas, inundações, deslizamentos de terra e ventos de até 180 km/h.

O tufão também trouxe uma quantidade recorde de precipitações no monte Unzen, em Nagasaki (sudoeste), onde se registraram 134,5 milímetros por hora, assinalou a JMA.

Fontes: Agências EFE e Kyodo.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários