Meteorologia

Número de mortos por erupção de vulcão no Japão chega a 37

Foram encontrados hoje os corpos de mais cinco pessoas.

Do Mundo-Nipo com Agências

Pelo menos 37 pessoas morreram em consequência da inesperada erupção no Monte Ontake, na região central do Japão, que entrou em erupção no sábado (27), lançando cinzas e pedras sobre cerca de 250 pessoas que faziam caminhadas no fim semana.

 

Erupção do Monte Ontake (Foto: Kyodo)

A espessa camada de cinzas após a erupção deixou o Monte Ontake com uma atmosfera sombria, semelhante a uma paisagem lunar (Foto: Kyodo)

 

Equipes com cerca de 550 policiais, bombeiros e militares das Forças de Autodefesa retornaram pico do monte, agora uma paisagem sombria sob uma espessa camada de cinzas, na manhã desta segunda ao monte para reiniciar a operação de resgate, que havia sido interrompida ontem devido ao aumento da concentração de enxofre.

Segundo a polícia local, foram encontrados hoje os corpos de mais cinco pessoas que teriam sido vítimas da erupção de sábado no segundo maior vulcão ativo do Japão. No dia anterior, a equipe havia encontrado os corpos de 31 pessoas, o que faz o número de vítimas fatais resgatadas subir para 36. O total de mortos em consequência da erupção, no entanto, atinge 37 quando somado a primeira vítima que foi confirmada no sábado.

As buscas por vítimas, no entanto, foram abandonadas nesta segunda-feira (29) por causa da preocupação das autoridades com os níveis crescentes de gases de tóxicos, devendo retornar na terça-feira.

 

Erupção do Monte Ontake

O vulcão entrou em erupção no sábado, expelindo enormes nuvens de fumaça e pedras que mataram uma mulher e feriram pelo menos 40 pessoas – 12 de maneira grave. Cerca de 250 praticantes de caminhadas, que tentavam subir o vulcão quando a erupção ocorreu, ficaram inicialmente presos nas encostas. Mas a maioria conseguiram descer, e 40 tiveram que passar a noite em abrigos perto do topo.

Este raro acontecimento, o primeiro em 35 anos, surpreendeu quase 300 montanhistas e turistas neste início de outono particularmente favorável à prática de caminhada.

O vulcão continua a expelir vapor e ainda há o risco de cinzas, alertou o serviço de meteorologia japonês. O solo e as casas foram completamente cobertas por uma espessa camada de cinzas de até 20 centímetros, transformando o local em uma paisagem lunar.

A prefeitura pediu aos moradores para não se aproximar do vulcão, cujo acesso foi restringido, e a usar máscaras na região em questão, que pode ser expandida de acordo com os ventos. No momento não há projeções de lava.

A última grande erupção do Monte Ontake remonta a 1979, quando o vulcão cuspiu mais de 200.000 toneladas de cinzas, segundo a imprensa local. Uma erupção de menor magnitude também ocorreu em 1991 e este vulcão também é responsável por vários terremotos em 2007.

(Com as Agências Reuters e Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários