Notícias

Produção de automóveis no Japão sofre forte queda em agosto

A produção doméstica declinou mais de 6%.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

A produção doméstica de automóveis no Japão sofreu uma forte queda em agosto, após o primeiro declínio em 11 meses registrado em julho, informou a Japan Automobile Manufacturers Association (JAMA), entidade representante do setor.

A associação atribui o resultado negativo ao aumento do imposto sobre o consumo em abril, reiterando a mesmo discurso de julho, quando a produção sofreu queda de 1,7%, a primeira em onze meses. Isso porque a alta das exportações registradas no mesmo mês não foi forte o suficiente para compensar a espremida demanda doméstica no setor.

De acordo com os dados da JAMA, a produção de veículos de quatro rodas teve uma retração de 6,7% em agosto, para 634.747 de 680.587 produzidos no mesmo mês do ano anterior.

A demanda interna caiu 9,1% e as exportações retraíram 8,1%. A produção de motocicletas diminuiu em 750 unidades, queda de 1,9%, para 38.013 unidades produzidas no oitavo mês do ano.

No período de janeiro a agosto, a produção de veículos cresceu 5,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Da mesma forma, a produção de motocicletas avançou 10,6%.

Em relação a produção doméstica combinada das oito grandes montadoras japonesas, o número atingiu um total de 597.940 veículos produzidos em agosto, queda de 6,9% ante o mesmos mês em 2013.

Por montadoras, a produção da Toyota encolheu pelo quinto mês consecutivo, deslizando para um recuo de 10,2%, com apenas 209.762 veículos produzidos em agosto.

As vendas internas da Toyota caíram 12,8%, para 94.071 veículos vendidos, enquanto as exportações sofreram forte retração de 9,8%, para 124.954 unidades. Segundo a montadora, o resultado ruim nas exportações se deve as transferências para os principais mercados como América do Norte, Europa e Ásia.

Na mesma trajetória vem a Nissan, que registrou queda na produção pelo terceiro mês consecutivo, mergulhando para um forte declínio 20,7%. Já a Honda caiu pela primeira vez em um ano, com recuo de 4,7%.

Ainda assim, algumas montadoras conseguiram manter sua produção no nível positivo devido a lançamentos de novos veículo. A Fuji Heavy, por exemplo, elevou sua produção doméstica por seis meses consecutivos. Seu volume em agosto subiu 6,2%, para 45.707 veículos, impulsionada pelo lançamento em junho do seu novo Subaru Levorg, uma station wagon voltada para o mercado japonês.

Outra que teve crescimento foi a Mazda, que em agosto introduziu a versão renovada de seu best-seller compacto Demio, produziu 59.651 unidades, alta de 1,9%.

Enquanto isso, a produção das montadoras japonesas tem aumentado no exterior. A produção combinada das oito empresas no mercado externo cresceu 4,7%, para 1.326.691 unidades em agosto.

== Kyodo

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário


*