Notícias

Japoneses estão investindo menos em ativos financeiros

Foto: Aflo Images

Os investimentos individuais em ações e outros ativos financeiros despencaram 16,6% no segundo trimestre.

As pessoas no Japão estão investindo menos em ativos financeiros em comparação com um ano atrás, de acordo com um relatório do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), no qual mostra as explorações financeiras individuais no país entre os meses de abril a junho, cujo montante total  encolheu significativamente em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo a agência de notícias ‘Kyodo’, trata-se do segundo trimestre consecutivo de retração, o que não ocorria desde 2009.

Divulgado na última segunda-feira, o relatório reportou um montante total de 1,746 trilhões de ienes, ou cerca de US$ 17 trilhões, em taxas de câmbio atuais no segundo trimestre de 2016. O número representa descenso de 1,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Por outro lado, os depósitos individuais em bancos aumentaram 1,2%. Mas os investimentos em ações e em outros ativos financeiros despencaram 16,6%.

Enquanto isso, os fundos de investimento registraram um decréscimo de 11,7%, em linha com a queda nos preços das ações desde o início do ano.

O relatório também mostra que o Banco do Japão deteve 398 trilhões de ienes, ou cerca de US$ 3,9 trilhões em títulos do governo durante o segundo trimestre. A cifra representa alta de quase 35% ante o mesmo período de 2015 e é responsável por 36% de todos os títulos do governo em circulação.

O banco central japonês tem realizado compras de uma quantidade significativa da dívida pública, um movimento que faz parte de sua atual política flexibilização monetária, que visa intensificar a circulação de dinheiro para conseguir sair da deflação, situação que reduz os investimentos das empresas e leva os consumidores a adiar as compras.

Com a Agência Kyodo

Comentários