Notícias

Imperador do Japão atrai multidão recorde em sua 1ª saudação do ano

Imperador Akihito e príncipe Naruhito (E) na sacada do palácio durante primeira saudação de 2018 | Foto: Kyodo

O número de pessoas no palácio foi o maior já registrado desde que Akihito assumiu o poder em 1989.

Uma multidão recorde compareceu ao Palácio Imperial de Tóquio nesta terça-feira (2), dia em que o imperador Akihito, do Japão, e sua família, ofereceram suas saudações de Ano Novo ao público, desejando felicidade para as pessoas no Japão e no mundo, informou hoje a imprensa local.

Mais de 20 mil pessoas esperavam do lado de fora do portão principal quando ele foi aberto às 9h15 locais de terça-feira (22h15 de segunda-feira pelo horário de verão em Brasília).

A abertura ocorreu 15 minutos antes do programado devido ao grande público, quase duas vezes maior que o registrado no passado.

Mesmo após a abertura, o público continuava chegando, no que somou um número superior a 126 mil pessoas nas dependências externas do palácio em Tóquio. Segundo a Agência da Casa Imperial, foi o maior comparecimento no palácio desde que Akihito assumiu o trono em 1989, ano que deu início a era “Heisei”, que significa “alcançar a paz” em japonês.

Especialistas afirmam que o grande número de pessoas no Palácio Imperial é devido a abdicação de Akihito, portanto, acredita-se que os japoneses comparecerão em número cada vez maior a medida em que se aproxima o dia em que o imperador renunciará ao trono, data previamente aprovada pelo governo, marcada para 30 abril de 2019.

Na cerimônia de saudação nesta terça-feira, o imperador Akihito e a Imperatriz Michiko, bem como outros membros da família imperial, acenaram aos presentes da sacada antes do meio-dia.

A tradição manda que, na saudação de Ano Novo, a família imperial realize cinco aparições na sacada do palácio para saudar o público.

Em discurso, Akihito declarou que estava muito feliz em poder celebrar o Ano Novo com o povo. Ele expressou esperança de que este será um ano calmo e espiritualmente rico para o maior número de pessoas possível. Afirmou também que ora pela felicidade do povo japonês e de todo o mundo.

Em comentários feitos à mídia em ocasião de seu aniversário, no dia 23 de dezembro passado, Akihito disse que usaria os dias restantes de seu reinado para desempenhar seus deveres e se preparava para “passar a tocha para a próxima era”.

Saiba mais
» Aniversário do imperador do Japão atrai multidão recorde ao palácio
» Governo japonês oficializa nesta sexta a data de abdicação do imperador

Nos últimos anos, Akihito passou por cirurgia cardíaca e tratamento para câncer de próstata. Em 2016, ele disse em uma gravação de vídeo que temia fazer grande esforço para cumprir suas obrigações reais devido à sua idade avançada.

Em 2017, o Japão aprovou uma lei dando-lhe permissão para abdicar, regra limitada apenas a ele, já que a lei existente não prevê abdicação.

Esta será a primeira abdicação ao Trono do Crisântemo desde a renúncia do imperador Kokaku, em 1817.

Cumprimentos especiais
O Imperador Akihito e a Imperatriz Michiko receberam cumprimentos de Ano Novo de membros da Família Imperial, de políticos e de representantes de Estado.

A cerimônia foi realizada ontem (1) no Palácio Imperial, em Tóquio. Além do príncipe herdeiro Naruhito e de outros membros da família imperial, estiveram presentes o premiê Shinzo Abe e parlamentares como os presidentes das duas câmaras do Parlamento japonês.

Os presidentes da Câmara Baixa, Tadamori Oshima, e da Câmara Alta, Chuichi Date, fizeram a saudação ao casal imperial. Em discurso, o imperador disse que reza pelo desenvolvimento do país e pela felicidade do povo japonês.

Embaixadores de 130 países visitaram o palácio durante a tarde. Vestidos em coloridas vestimentas tradicionais, os enviados e seus acompanhantes se alternaram nos cumprimentos ao casal imperial.

Do Mundo-Nipo
Fontes: NHK News World | Kyodo News.

» Veja mais notícias sobre a Família Imperial do Japão

Comentários