Notícias

Menos de 13% dos moradores de 5 áreas em Fukushima voltaram aos lares

Município de Minamisoma (Foto: Tamerian/Iplaces)

Apenas 2.500 dos 19.460 evacuados em cinco municípios retornaram aos seus lares.

Apenas 12,9% dos moradores que estiveram sujeitos a ordens de retirada por causa do acidente nuclear de 2011 em Fukushima, no nordeste do Japão, retornaram a seus lares em cinco povoados, depois que as ordens foram suspensas e os municípios em questão foram declarados habitáveis após limpeza da radiação.

Os dados, que correspondem às localidades de Tamura, Minamisoma, Kawauchi, Katsurao e Naraha, foram divulgados pelas autoridades locais à agência “Kyodo” no último domingo (29).

As ordens de evacuação, ativadas depois que o terremoto e tsunami de março de 2011 provocaram na usina nuclear de Fukushima Daiich um dos piores acidentes atômicos da história, paulatinamente foram retiradas – total ou parcialmente – nos cinco povoados entre abril de 2014 e julho de 2016.

Segundo os dados recolhidos em janeiro deste ano, somente cerca de 2.500 dos 19.460 recenseados nos cinco municípios antes do acidente residem atualmente nas localidades mencionadas, detalhou a agência ‘EFE’ citando a “Kyodo” como fonte.

Em Fukushima, oito localidades próximas à usina nuclear ainda estão submissas a estas ordens devido aos altos níveis de radiação.

Comentários