Notícias

Oferta de emprego no Japão é a mais alta em 44 anos

Foto: Akio Kon

O índice de desemprego teve uma leve elevação, a primeira em sete meses.

02/02/2018 – às 08h01 | Atualizado em 04/02/2018 – às 09h15


O número de postos de trabalho disponíveis no Japão se manteve em níveis recordes, subindo ainda mais em dezembro de 2017, quando atingiu seu nível mais alto em 44 anos, enquanto o índice de desemprego da população economicamente ativa do país subiu 0,1 ponto percentual, informou o governo do país na última quarta-feira, indicando que o mercado de trabalho continua apertado em meio à escassez de trabalhadores para uma grande oferta de trabalho.

De acordo com o relatório do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão, a relação entre oferta de trabalho e candidato subiu para 1,59 em dezembro, ou seja, havia no país 159 vagas de empregos disponíveis para cada 100 pessoas em busca de trabalho no último mês de 2017.

O número é o mais alto já registrado no país desde de 1973, quando atingiu máxima histórica de 1,76.

Por sua vez, dados separados do Ministério dos Assuntos Internos e Comunicações mostraram que o índice de desemprego subiu para 2,8% em dezembro de 2017, ante 2,7% registrado em novembro do mesmo ano, piorando pela primeira vez em sete meses.

O resultado veio um ponto percentual acima da expectativa de mercado, que estimavam a taxa de desemprego situada em 2,7% no último mês do ano passado.

Do Mundo-Nipo
Fontes: Kyodo | Nikkei.

Comentários