Notícias

Bolsa de Tóquio atinge maior nível em 7 anos e meio

O índice Nikkei teve seu melhor resultado desde 25 de julho de 2007.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em alta nesta quarta-feira (3), com o índice Nikkei atingindo seu maior nível em sete anos e cinco meses, em meio à novas quedas nos preços do petróleo e o declínio da moeda japonesa que acelerou sua desvalorização em relação ao dólar, beneficiando os exportadores japoneses.

O Nikkei 225, que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, avançou 57,21 pontos, ou alta de 0,32% ante o fechamento anterior, encerrando o dia aos 17.720,43 pontos, seu melhor resultado desde 25 de julho de 2007. Já o Topix, indicador que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, subiu 1,90 ponto, ou alta de 0,13% em relação à terça-feira, terminando as negociações de hoje aos 1.429,75 pontos.

O volume das negociações nesta quarta-feira, apesar de baixo melhorou levemente em relação à terça-feira, totalizando 2.518,59 milhões de ações negociadas ante 2.013,52 milhões de véspera.

Logo na primeira hora de negociações em Tóquio, o Nikkei chegou a se aproximar dos 17.900 pontos, refletindo os ganhos em Wall Street na terça-feira. Mas o mercado reduziu os ganhos na parte da tarde, com os investidores aproveitando o clima otimista para realização de lucros.

As empresas listadas na bolsa da capital japonesa se beneficiaram das recentes quedas dos preços do petróleo porque seus custos de produção ficam mais baratos. Na terça-feira, os contratos de petróleo bruto para janeiro fecharam a US$ 66,88 por barril, em queda de US$ 2,12 (3,07%), na New York Mercantile Exchange (Nymex). Na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para janeiro fecharam a US$ 70,54 por barril, em queda de US$ 2,00 (2,76%).

A desvalorização do iene em relação ao dólar também é vista com bons olhos pelo mercado japonês, uma vez que as empresas exportadores do país elevam suas receitas na moeda norte-americana. Pouco antes da bolsa fechar, o dólar era negociado a 119,18 ienes, acima dos 118,45 ienes registrados no momento em que a sessão anterior, de terça-feira, foi encerrada.

“O índice Nikkei pode chegar aos 18 mil pontos se o iene continuar enfraquecido os preços do petróleo continuarem caindo”, disse Kengo Kuzuhara, gerente de fundos de investimento da Sumitomo Mitsui Asset Management.

Entre as empresas que se beneficiaram com a queda dos preços do petróleo estava a companhia aérea Japan Airlines, que avançou 3,3%. Várias exportadoras, beneficiadas pelo câmbio, também avançaram, como a Nikon (+3,1%), a Suzuki Motor (+2,3%) e a TDK (+1,3%).

A prestadora de serviços Benesse Holdings saltou 4,5%, em resposta ao anúncio da companhia, na véspera, sobre seu plano de solicitar aposentadoria voluntária de cerca de 300 funcionários, como parte de seu programa de reestruturação após grandes vazamentos de dados de clientes no início deste ano.

(Com informações das agências Estado e Kyodo)


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*