Notícias

Vendas da Honda e Nissan na China sobem 22% em janeiro

Este é o primeiro aumento desde que os protestos anti-Japão entraram em erupção no último verão na China.

Do Mundo-Nipo

As montadoras japonesas, Nissan Motor e Honda Motor, divulgaram nesta segunda-feira (04) o número da venda de seus veículos no mercado chinês em janeiro deste ano. Este é o primeiro aumento desde que os protestos anti-Japão entraram em erupção no último verão na China, informou nesta segunda-feira a imprensa japonesa.

Um fator importante nos aumentos em janeiro deste ano é que o feriado de Ano Novo Chinês começou em fevereiro, diferente do ano passado, que teve início em janeiro, limitando os dias de venda no primeiro mês de 2012. Ainda assim, ambas as montadoras acreditam que as suas vendas na China estão apontando para uma grande tendência de recuperação.

A Nissan vendeu um total de 115,7 mil unidades, o que resultou em um aumento de 22,2% em janeiro e de 28% em dezembro. Mais de 20 mil sedans Sylphy foram vendidos, e mais de 10 mil da marca Venucia somente na China. A montadora se beneficiou com as atividades promocionais que tinham sido adiadas divido aos protestos contra empresas japonesas no país.

Com o veículo utilitário CR-V esporte liderando o caminho, a Honda vendeu 47,248 mil veículos na China em janeiro deste ano, 22% a mais que no ano anterior.

O volume de vendas em janeiro da montadora Mazda Motor caiu 16,1%. Porém, a queda é devida aos novos modelos lançados no início de 2012, o que deu um aumento significativo nas vendas. Mas a empresa disse que as vendas continuam a se recuperar depois de uma queda no último outono.

Segundo informou o jornal Nikkei nesta segunda-feira, a Toyota Motor anunciou mais cedo que as vendas de janeiro subiram 23,5% no ano, para 72,5 mil unidades vendidas na China.

 

Para saber mais sobre Indústria de Automóveis, clique em mundo-nipo.com/negócios/industria-automotiva. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter eFacebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário


*