Notícias

Tufão Namtheun chega forte ao Japão

Mais de 9 mil pessoas foram evacuadas em Iwate (Foto: Kyodo)

O tufão tocou terra na ilha de Kyushu por volta de 1h local de segunda-feira, levando fortes chuvas e ventos violentos em boa parte do sul.

O poderoso tufão Namtheun tocou terra na ilha de Kyushu, no sul do Japão, na madrugada desta segunda-feira (data local), levando fortes chuvas e violentas rajadas de ventos em boa parte do sul e do oeste do país, que sofreu com a chegada de quatro tufões somente nas duas últimas semanas.

Namtheun, 12º tufão da temporada 2016 no Pacífico, se encontrava às 8h (hora local) muito perto da cidade de Fukuoka, a quinta mais populosa do país, e se deslocava em direção ao nordeste com ventos de até 90 km/h.

Classificado como forte, o tufão tocou a terra em Kyushu por volta de 1h de segunda-feira (13h de domingo em Brasília), de acordo com a Agência Meteorológica do Japão (JMA, sigla em inglês), que alertou aos moradores locais sobre riscos de deslizamentos de terra e inundações.

A JMA estima que a tempestade se desloque para o Mar do Japão nas próximas horas, e que percorra as costas das províncias de Yamaguchi, Shimane e Tottori, estendendo também seus efeitos rumo ao centro da ilha de Honshu, a principal do Japão.

Por enquanto, as autoridades japonesas não passaram informações sobre algum ferido por causa da passagem do Namtheun em Kyushu.

No entanto, a JMA alertou que a tempestade deixará abundantes chuvas nas próximas 24 horas em vários pontos do país.

No domingo, uma ordem de evacuação para 9,947 residentes foi lançada para a cidade de Iwaizumi, na província de Iwate, onde espera-se que o fenômeno Namtheum toque terra na terça-feira.

As Forças de Autodefesa usaram helicópteros para levar moradores aos abrigos locais e assim evitar que os residentes sofram com a passagem de mais um tufão.

“Aprendemos com os casos anteriores que o dano é imprevisível”, disse Katsumi Date, prefeito de Iwaizumi, se referindo ao tufão Lionrock, que provocou a morte de quase uma dezena de pessoas em sua passagem pela cidade na semana passada. “Decidi que deveríamos agir desde o início”, acrescentou.

Iwate ainda estava em alerta de ventos fortes e chuva pesada após a recente passagem do tufão Lionrock, que deixou um saldo de 15 mortos em Tohoku (nordeste), antes de seguir para Hokkaido (extremo norte) na semana passada.

Somente na cidade de Iwaizumi, nove idosos morreram em um asilo, que inundou com a cheia de um rio devido às fortes chuvas provocadas pelo Lionrock.

Além disso, o norte do Japão continua com as tarefas de busca de pessoas desaparecidas durante as condições meteorológicas extremas causadas pela passagem do Lionrock.

No final de semana, dois corpos sem vida foram encontrados na ilha de Hokkaido e outros três em Iwate, o que elevou para 18 o balanço provisório de mortos na região, o que provavelmente aumentará durante os próximos dias conforme as equipes de resgate chegam em zonas que tinham ficado inacessíveis, principalmente em Iwate, onde ainda cerca de 1.000 pessoas ainda permanecem ilhadas.

O tufão Namtheun ocorre após quatro fenômenos similares atingir o Japão nas últimas duas semanas, deixando um saldo de 21 mortos no país desde o dia 21 de agosto.

Com informações das agências Efe e Kyodo

Comentários