Notícias

Produção industrial do Japão cresce menos que o esperado em outubro

Foto: Kyodo

A produção de maquinários e eletrônicos ajudou a indústria japonesa, que segue instável desde 2016.

produção industrial do Japão cresceu abaixo do estimado em outubro, após cair em setembro depois de subir fortemente em agosto, seguindo assim um padrão instável no crescimento, de acordo com dados divulgados pelo governo do país no final de novembro.

Segundo o relatório preliminar do Ministério da Economia, Comércio e Indústria (METI), a produção japonesa avançou 0,5% em outubro ante setembro.

O resultado é amplamente inferior a alta de 2,0% esperada pelos economistas consultados pelo jornal financeiro Nikkei. O dado de setembro havia sido de queda de 1,0% ante agosto, mês que saltou mais de 2%, segundo dados revisados.

Os ganhos modestos na produção de maquinaria para a produção de eletrônicos ajudaram a elevar os números mensais, de acordo com o Ministério da Economia, Comércio e Indústria.

Apesar da irregularidade na produção industrial desde 2016, a economia japonesa cresceu a um ritmo anual de 1,4% no trimestre julho-setembro, marcando sua maior tendência de crescimento em 16 anos, ajudada por uma demanda global mais forte, a economia japonesa.

O ministério manteve sua avaliação da produção industrial, dizendo que “a produção está em ascensão”.

Resultados de uma pesquisa conduzida mensalmente pelo ministério mostram que os , os fabricantes esperam que a produção industrial aumente 2,8% em novembro e aumente outros 3,5% em dezembro.

A produção industrial mede o ritmo das fábricas japonesas e, portanto, é considerada fundamental para antecipar o desempenho da economia do país, que é altamente dependente do setor manufatureiro.

Do Mundo-Nipo
Fontes: Jornal Valor Econômico | Jornal Nikkei.

Comentários