Notícias

Vendas da Honda na China recuam 23% em julho

Trata-se do maior recuo em 17 meses.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Honda informou que suas vendas de veículos na China sofreram queda de 23% em julho. Trata-se do maior recuo em 17 meses, o que lança sobre sua meta de vendas para o ano no maior mercado automotivo do mundo.

 

Honda (Foto: Aflo Images)

A queda é reflexo da concorrência acirrada entre as grandes montadoras no mercado chinês (Foto: Aflo Images)

 

No sétimo mês do ano, a Honda e suas duas joint ventures chinesas venderam 39.543 mil automóveis, uma queda de 22,7% ante o mesmo mês do ano anterior e também abaixo da alta anual de 15,8% registrada em junho.

O resultado de julho reflete a maior queda mensal desde fevereiro de 2013, quando as montadoras japonesas ainda sofriam com a onda de sentimento anti-Japão na China, em consequência de uma disputa territorial entre Pequim e Tóquio.

As vendas nos primeiros sete meses do ano totalizaram 392.959 veículos, uma alta de apenas 6,9% ante o mesmo período em 2013, um resultado que contraria as projeções da companhia para o ano inteiro, que estimava aumentar a demanda em 18,9% no grande e concorrido mercado automotivo chinês.

Segundo um porta-voz da empresa, a queda é reflexo da concorrência acirrada entre as grandes montadoras no mercado local, que incluem as americanas Ford e GM, além da alemã WG e as japonesas Toyota e Nissan. “O resultado negativo, no entanto, pode ser revertido na segunda metade do ano, após o lançamento de novos modelos”, destacou a Honda em seu relatório, divulgado na segunda-feira (4).

Ainda de acordo com o porta-voz, a Honda, que opera joint ventures na China (Dongfeng Motor e Guangzhou Automobile Group), tem como meta vender um total de 900 mil veículos na China, até o final de 2014.

(Com informações das agências Reuters e Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário


*