Notícias

Avião da JAL faz pouso de emergência em Tóquio após fogo no motor

Foto: Kyodo

Com 251 pessoas a bordo, o Boeing 777 decolou de Tóquio com destino a Nova York.

Um avião da companhia aérea japonesa Japan Airlines (JAL), que voava para Nova York, retornou a Tóquio nesta terça-feira (5) pouco tempo depois de ter decolado, após uma das turbinas pegar fogo em pleno voo.

Segundo a JAL, um Boeing 777 com 251 pessoas a bordo – incluindo 15 tripulantes – decolou às 11h00 locais de terça-feira (23h00 de segunda-feira em Brasília) e logo depois o piloto percebeu uma anomalia e decidiu retornar ao ponto de partida.

Inicialmente, um porta-voz da Jal disse que “um pássaro atingiu a turbina esquerda durante a decolagem”, o que foi corrigido depois pelo escritório do Ministério do Transporte no Aeroporto, que avaliou tratar de outro motivo.

De acordo com o ministério, uma avaliação minuciosa feita posteriormente não identificou penas ou qualquer outro sinal deste tipo de acidente. Contudo, foi encontrado uma lâmina da turbina partida no fundo do motor do lado esquerdo.

O órgão confirmou através de um monitor que as chamas saíram do motor esquerdo do avião logo após a decolagem, enquanto parte da grama ao lado da pista mostrava sinais de fogo. A pista estava fechada e alguns destroços da aeronave foram encontrados no local.

Durante o pouco tempo de voo e logo após a decolagem, foi possível ver chamas saindo da turbina por duas vezes.

Devido ao importante tráfego aéreo na região de Tóquio, especialmente no Aeroporto Haneda, o avião circulou durante vários minutos antes de poder pousar, exatamente às 12h09 (00h09), sem dificuldades.

Contudo, o piloto jogou parte do combustível fora para reduzir o peso do avião antes de pousar com segurança, já que o bimotor Boeing 777 é capaz de voar com um único motor.

A maioria dos passageiros foi transferida para um voo diferente e deixou Haneda no mesmo dia.

Fontes: Agência AFP | Kyodo News.

Comentários