Notícias

Produção industrial do Japão cai mais que o esperado em julho

Indústria japonesa (Foto: Free/Bloomberg)

A indústria japonesa tem mostrado um padrão instável no crescimento desde 2016.

A produção industrial do Japão caiu julho e registrou a primeira queda em dois meses, o que indica um padrão instável no crescimento, de acordo com dados divulgados pelo governo do país na última quinta-feira.

Segundo o relatório preliminar do Ministério da Economia, Comércio e Indústria (METI), a produção japonesa recuou 0,8% em julho na comparação com junho, mês em que apresentou crescimento de 2,2%, de acordo com dados revisados.

O resultado foi pior que a previsão mediana de economistas consultados pela agência ‘Kyodo’, que estimavam recuo de 0,3% para o sétimo mês de 2017.

Já o índice de produção em julho ficou em 101,5 pontos, contra uma base de 100 estabelecida em 2010. Essa é a primeira queda em 2 meses.

Segundo o ministério, o resultado ruim em julho fou puxado pela queda na atividade manufatureira de equipamentos para fabricação de chips, assim como para geradores de painéis solares.

Resultados de uma pesquisa conduzida mensalmente pelo ministério mostram que os fabricantes japoneses esperam que a produção industrial salte 6% em agosto e caia 3,1% em setembro.

Apesar do resultado negativo, o governo manteve sua avaliação econômica, dizendo que “a produção mostra sinais de recuperação”.

A produção industrial, que mede o ritmo das fábricas japonesas, é considerada fundamental para antecipar o desempenho da economia do país, que é altamente dependente do setor manufatureiro.

Fontes: Canal NHK World | Kyodo News.

Comentários