Notícias

Vulcão mais extenso do Japão entra em erupção

Vulcão Aso em erupção (Foto: Arquivo/Prezi)

O vulcão começou a expelir fumaça e rochas logo no início da madrugada deste sábado, data local.

vulcão Aso, que é o mais extenso entre todos que são ativos no Japão, entrou em erupção na madrugada deste sábado, data local (tarde dessa sexta-feira em Brasília), provocando a retirada de dezenas de pessoas e o desvio de vários voos nas proximidades do vulcão, que é situado em uma região pouco habitada no sudoeste do Japão, na ilha de Kyushu (sul).

A Agência Meteorológica do Japão (JMA, na sigla em inglês) decretou alerta de nível 3, em uma escala que vai até 5, e recomendou evacuar o local em um raio de 2 km no entorno do monte.

De acordo com a agência de notícias Kyodo, o vulcão começou a expelir fumaça e rochas incandescentes logo no início da madrugada de sábado (data local). Contudo, não foi possível saber quão alta a fumaça da erupção chegou porque o pico da montanha está coberto por extensas nuvens.

Apesar da pouca visibilidade, rochas incandescentes foram vistas lançadas pela erupção, podendo ter chegado até 1 km de distância de uma das crateras do enorme vulcão, que é localizado em uma região pouco habitada na província de Kumamoto, no sudoeste do país.

Cerca de 20 pessoas, entre montanhistas e funcionários dos serviços de transporte da região, foram retiradas pelas autoridades locais, que também recomendaram os turistas a se afastarem do vulcão, conforme noticiou a emissora pública “NHK”.

Até o momento, não foram registradas vítimas ou danos à construções. No entanto, a erupção obrigou as companhias aéreas a suspender voos domésticos nas proximidades. Ainda de acordo com a “Kyodo”, a JMA advertiu que podem ocorrer outras erupções e alerta para o risco das emanações de gases tóxicos e para queda de rochas.

Esta é a segunda vez que a JMA eleva o nível de alerta no vulcão para 3  no atual sistema de alarme de erupção, que foi introduzido no país em dezembro de 2007. O Monte Aso, no entanto, estava em alerta de nível 2 desde agosto de 2014, quando a atividade vulcânica subterrânea começou a se intensificar no monte. Em 14 de setembro de 2015, o vulcão sofreu uma forte erupção e o nível foi elevado para 3 pela primeira vez. Mas, no mês seguinte, a JMA retomou o nível de alerta 2.

Situado a cerca de 1.000 km a sudoeste de Tóquio, o Monte Aso conta com cinco picos, uma altura máxima de 1.592 metros de altura e uma caldeira que o transforma no vulcão ativo mais extenso do Japão e em um dos maiores do mundo.

O Japão é o lar de mais de 100 vulcões ativos. Isso porque o arquipélago é localizado no chamado Círculo de Fogo do Pacífico (ou Anel de Fogo), uma área formada no fundo do oceano por uma grande série de arcos vulcânicos e fossas oceânicas, coincidindo com as extremidades de uma das maiores placas tectônicas do planeta.

A região, de cerca de 40 mil km de extensão, tem formato de ferradura e circunda a bacia do Pacífico, abrangendo toda a costa do continente americano, além do Japão, Filipinas, Indonésia, Nova Zelândia e ilhas do Pacífico Sul. Esta é a área de maior atividade sísmica do mundo.

Do Mundo-Nipo

Comentários