Notícias

Pela 1ª vez em 67 anos, Japão registra menos de 4 mil mortes no trânsito

Congestionamento no Trânsito de Tóquio (Foto: Shutterstock)

A proporção de acidentes fatais envolvendo idosos representa mais da metade do total.

Atualizado em 08/01/2016 – 15h03


A Agência Nacional de Polícia do Japão (ANP) informou que 3.904 pessoas morreram em acidentes de trânsito no país ao longo do ano de 2016. O total ficou abaixo de 4.000 pela primeira vez em 67 anos e é o terceiro menor desde que o país começou a compilar os dados, em 1948.

Divulgado esta semana, o relatório da ANP mostra que pessoas com idade a partir dos 65 anos representaram 54,8% do total de mortos em acidentes com veículos no ano passado, somando 2.138.

Apesar da grande proporção de idosos mortos no trânsito, a maior porcentagem já registrada desde 1967, o número m 2016 reduziu em 109 na comparação com o ano anterior.

Além disso, o total de mortes no trânsito em 2016 é o terceiro mais baixo já registrado desde 1948, quando o país tornou os registros disponíveis. A última vez que menos de 4.000 pessoas morreram no país nessas circunstâncias foi em 1949.

De acordo com o relatório da ANP, o maior número de mortes no trânsito ocorreu em 1970, quando o país contabilizou 16.765 mortes. O número, no entanto, vem reduzindo ao longo das últimas três décadas.

A Agência atribui o significativo declínio às seguidas implementações de medidas de segurança no trânsito, que incluem aumento no valor das multas a todos os tipos de infrações, bem como maior severidade na penalidade imposta aos condutores que são flagrados dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas.

No entanto, apesar das medidas, o número de acidentes fatais envolvendo motoristas embriagados aumentou em 2016, totalizando 213 mortes, alta de 6% em relação ao ano anterior.

O órgão disse que pretende ampliar a vigilância nas estradas e promover novas medidas para prevenir acidentes provocados por embriaguez e motoristas idosos, um número que tem crescido no país em vista da grande população de pessoas da terceira idade.

Segundo o último relatório da OMS (Organização Mundial de Saúde), os números do Japão em 2016 é o menor do mundo em proporção demográfica e o coloca no topo do ranking de países com o menor índice de acidentes fatais no trânsito, de acordo com o número populacional.
(Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo)

Acidentes de trânsito no Brasil
O Brasil apresenta uma taxa de 23,4 mortes no trânsito para cada 100 mil habitantes, segundo estimativas divulgadas pela OMS em maio de 2015. O órgão aponta o Brasil como o 56º país do planeta mais mortal no trânsito e o 4º das Américas, atrás apenas de Belize, República Dominicana e Venezuela.

Divulgados em meados do ano passado, dados do Ministério da Saúde do Brasil revelaram que, por ano, cerca de 45 mil pessoas perdem a vida em acidentes de trânsito no país.
(Fonte: Agência Brasil)

*A matéria foi corrigida: dados da OMS mostravam 1,25 milhão de mortes no Brasil ao ano. Esse número, no entanto, corresponde ao número total de mortes em acidentes de trânsito em todo o mundo.

Comentários