Notícias

Dólar despenca mais de 2% e fecha abaixo de R$ 3,80

O dólar ampliou a queda após a ata da reunião do Federal Reserve reforçar apostas de que os juros nos EUA será elevados só no ano que vem.

Do Mundo-Nipo com Agências

O dólar recuou mais de 2% e fechou abaixo de R$ 3,80 nesta quinta-feira (8), com o mercado reagindo a ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), na qual reforçou as apostas de que o Federal Reserve (banco central norte-americano) só elevará as taxas de juros no próximo ano. A manutenção de juros perto de zero nos EUA pode sustentar a atratividade de investimentos em países como o Brasil, que pagam juros elevados.

A moeda norte-americana caiu 2,17%, cotada a R$ 3,7931 na venda. Foi a primeira vez que o dólar fechou abaixo de R$ 3,80 desde 9 de setembro, quando fechou cotado a R$ 3,7994.

A ata da reunião de setembro mostrou que acredita que a economia estava próxima de justificar aumento de juros em setembro, mas integrantes decidiram que era prudente esperar por evidências de que a desaceleração da economia global não está tirando os EUA dos trilhos. A manutenção de juros perto de zero nos EUA favorece os mercados emergentes, como o Brasil.

Cenário interno
No Brasil, investidores continuavam de olho no cenário político. Na véspera, o TCU (Tribunal de Contas da União) recomendou a reprovação das contas de 2014 do governo da presidente Dilma Rousseff. O parecer pela reprovação não significa que as contas foram reprovadas. Elas ainda precisam ser julgadas pelo Poder Legislativo.

A recomendação do TCU pode será usada por oposicionistas na tentativa de iniciar um eventual processo de impeachment de Dilma. No entanto, não há consenso entre juristas sobre se a rejeição das contas é suficiente para fundamentar um pedido de cassação de seu mandato.

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quinta-feira que acha difícil a Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso apreciar ainda neste ano o parecer do TCU.

Atuações do Banco Central no câmbio
Banco Central brasileiro deu continuidade nesta manhã à rolagem dos swaps cambiais (equivalentes à venda futura de dólares) que vencem em novembro, vendendo a oferta total de até 10.275 contratos. Até agora, o BC já rolou US$ 3,069 bilhões, ou cerca de 30% do lote total, que corresponde a US$ 10,278 bilhões.

Fonte: Agência Reuters.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe uma resposta