Notícias

Bolsa de Tóquio sobe 0,75% e Nikkei fecha perto dos 20 mil pontos

O índice Nikkei atingiu o maior valor de fechamento desde abril de 2000.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em alta nesta quinta-feira (9), ampliando os ganhos da sessão anterior, com o índice Nikkei atingindo seu maior nível em 15 anos e se aproximando ainda mais dos 20 mil pontos, um movimento influenciado pelo otimismo dos investidores com os “possíveis” relatórios de lucros de empresas japonesas.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, subiu 147,91 pontos, alta de 0,75% ante o fechamento anterior, encerrando a sessão aos 19.937,72 pontos. Trata-se do maior valor de fechamento desde abril de 2000.

Já o indicador Topix, que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, avançou 5,72 pontos, alta de 0,36% ante o fechamento de quarta-feira, terminando o dia aos 1.594,19 pontos.

Logo no início das negociações no mercado acionário japonês, as ações componentes do Nikkei operavam no território positivo, com o otimismo dos investidores de que os relatórios financeiros das empresas japonesas para o ano fiscal de 2014, findado em março último, apresentarão ganhos expressivos. Os informes financeiros devem ser divulgados entre o mês de abril e maio.

Com isso, o Nikkei se aproximou dos 20 mil pontos várias vezes durante a sessão, chegando a ficar 50 pontos de atingir a marca psicologicamente importante por algumas vezes.

“O mercado está ansioso para chegar aos 20.000”, disse Akira Tanoue, analista de investimento da Nomura Securities, acrescentando que, no momento, “não há muita coisa impedindo de o índice atingir a marca”.

O resultado de hoje também foi influenciado por especulações de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) postergará a elevação das taxas de juros até o final do ano, em meio a sinais de desaceleração da economia norte-americana, “ampliando o acesso do mercado ao dinheiro fácil”, de acordo com Tanoue.

“O mercado está consciente de que uma elevação da taxa em junho mostra-se cada vez mais inviável, tendo em vista a fraqueza dos mais recentes dados de emprego no país (Estados Unidos)”, disse Tsutomu Yamada, analista da kabu.com Securities Co..

Ao final das negociações em Tóquio, a Fast Retailing, operadora das lojas de vestuário do grupo Uniqlo, subiu 1,9%, antes que reportar bons resultados em seu relatório trimestral no final do dia.

A Cadeia de lojas de conveniência FamilyMart saltou 5,2%, após elevar em 16% a previsão de lucro operacional do grupo para o atual ano fiscal.

Por outro lado, ações de empresas de mineração e de energia encerraram a sessão no território negativo, influenciadas pelo mergulho nos preços do petróleo na véspera, após a divulgação de uma produção recorde da Arábia Saudita em março.

(Com informações das Agências ‘Estado’ e ‘Kyodo’)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*